Que Fim Levou Valdir?

por - 15:40


É engraçado como conheci essa banda. Eu e um camarada meu, Igor, estavamos no Hangar não me lembro quando, em um show do Dance of Days. Euforia total e ansiedade a flor da pele, mais da metade do "coração de tróia" iria ser tocado naquela noite, o que pra mim pelo menos, seria um bom sinal de exorcismo. Bom, entramos antes da banda principal para ver o que estava rolando, tinha uns emoboys estranhos, uma banda de modernos gritando feito a porra sem nexo algum, uma banda pop rock que não agradava nem desagradava e então, acontece o seguinte: mais de meia hora de afinação, cortinas fechadas, a ansiedade aumenta, estávamos pensando que a banda seria o Dance of Days, mas não. Entrou um cara com pinta de rapper (Pedreira - vocal) e o mais marcante, Júlio Ramos, o cara que eu vi no bar enquanto eu tomava uma cerveja. Sem aquela putaria toda de ficarem trancados dentro do "camarim" ou coisa que o valha, os caras estavam enchendo a cara antes do show no bar ali em frente mesmo. Quando ouvi o primeiro riff, olhei para o Igor e disse que era som porrada, não deu outra, coisa maravilhosa de se ouvir, arrisquei uns pulos, balancei a cabeça feito a porra e prometi a mim mesmo que quando entrasse no computador iria procurar essa banda. Fiz isso e pelo o que escrevo agora, parece que não me arrependi. Vale a pena ouvir essa banda "punk-porrada-berrado", se é que isso existe e se é que pode encaixar o som dos caras a alguma coisa, acho que tá longe do simples do punk-rock e longe da simplicidade agressiva do grindcore, creio que se há um meio termo pra isso, o "Que Fim Levou Valdir?" é esse meio termo. Com um cd lançado e um single de 2009 chamado "Saramago do Gueto" a banda trilha um caminho fodido (de bom) na cena independente. Tá esperando o quê? Baixe o disco completo aqui.

Você também pode gostar

0 comentários