Vi uma garota voar pelos ares... e quando vi seu rosto, sua cabeça estava despedaçada

por - 08:17


Não há muita pretensão com esta micro-resenha, só despertar a vontade de vocês a assistir um dos melhores filmes que já vi.


Gummo (Vida sem destino) é um filme lançado em 1997, escrito e dirigo por Harmony Korine (Kids, Ken Park, Julien Donkey Boy, Mister Lonely, Trash Humpers). Trágico e conceitual, contendo metáforas escondidas em cada detalhe, em cada gesto dos personagens. O filme é rodado em uma cidade fictícia chamada Xenia que foi devastada por um tornado. Os moradores desta cidade não têm perspectiva na vida, são os famosos “white trash” (lixo branco ao pé da letra) que são aquelas pessoas brancas de baixo nível social. Homofobia, racismo, prostituição (de uma deficiente mental) e abuso sexual são outros temas abordados por Korine. Em certos momentos o filme torna-se parado e sem sentido, o famoso filme “sem pé nem cabeça”, mas aos poucos quase tudo se relaciona, e o que não se relaciona, torna-se auto-explicativo. Niilismo em uma dose que não é normal de se deparar (principalmente em filmes). Dos gatos sendo mortos no varal, as garotas usando fita adesiva para saírem de mamilos duros e serem notadas pelos homens, da grotesca e famosa cena da banheira ao protagonista malhando para agradar uma prostituta com síndrome de down que é “assessorada” pelo próprio irmão.


Tapa na cara de muita gente, ânsia em você que não caiu na real e/ou nunca viu um filme abordando assuntos tão bizarros na visão convencional de Hollywood.


Se você viu e não entendeu, recomendo assistir novamente, se não viu, recomendo assistir.

Infelizmente o filme não é do alcance de todos, por isso deixo o link do torrent e da legenda compatível com o release (e caso não saiba usar torrent, tem link via rapidshare também):
http://arapongasrockmotor.blogspot.com/2008/06/gummo-1997.html

torrent+legenda (avi, 700mb, DVDRip)

Você também pode gostar

0 comentários