A Volta do Colligere a São Paulo

por - 15:36



Para quem não conhece, o Colligere é uma banda de hardcore formada em Curitiba. Contava com Rodrigo Ponce no vocal, Gabriel Covelo no baixo, Arthur Tuzi na guitarra, Brunno Covello na outra guitarra e Douglas Vovo na bateria. Usei o verbo contar no passado, porque sim, até esse ano ela contava, pois havia acabado no final de 2008. O último show do Colligere aconteceu dia 30 de novembro no Hangar Bar em Curitiba e fez muita gente do sudeste organizar van para poder assisti-lo. Neste ano, a banda anunciou dois shows de reunião: um na Verdurada de Curitiba e outro no Inferno Club em São Paulo, dia 8 de maio. As expectativas estão a flor da pele para esse show de SP.

Quando o Colligere anunciou o final da banda, em meados de novembro, foi confirmado um show no Hangar 110 abrindo para o Comeback Kid. Até aí maravilha, o problema é que depois, cancelaram o show que iria acontecer em uma sexta-feira, se não estou enganado.

Então se você é de São Paulo, ouviu falar do show e não manja muito bem a banda, fizemos uma mini-resenha de cada disco, com direito a preview e link para download de cada álbum apenas do Colligere (não estamos contando o split com o Faded Gray, que pode ser baixado aqui). Caso você conheça a banda, baixe os discos e ensaie para o próximo domingo, porque parece que o Inferno ficará pequeno. Da uma olhada no vídeo da Verdurada e tire suas conclusões:





Sobre Determinação e Desespero: o primeiro álbum da banda. Uma das mais belas cartas de apresentação que já tive a felicidade de ouvir. A sonoridade é mais crua que nos lançamentos seguintes, mas por conseqüência, é mais punk e pesado. As letras do Rodrigo, não participam daquele grupo seleto de clichês, muito pelo contrário, elas são trabalhadas a partir de belas metáforas e algumas citações de grandes pensadores, como Fernando Pessoa e Heidegger. O instrumental apesar de cru, em certos momentos demonstra técnica, como na faixa Transit. Muita gente que conheço aponta o Sobre Determinação e Desespero como o melhor álbum da banda. Aí vai uma prévia de uma das faixas que mais gosto, Quando O Espírito Está Morto.


Incerto: lançado três anos após o primeiro disco do Colligere, a banda voltou mais madura. O destaque vai para o instrumental que demonstrou um nível superior ao do lançamento passado. Sois Senhores do Destino, a primeira faixa, deixa bem claro isso que estou falando. Além dessa mudança no quesito banda e seus instrumentos, as letras do Rodrigo conseguiram melhorar bastante (o que eu achava que não era possível). “A noite vem buscar brilho de sol esquecido em teu cabelo. Pelos vales e pelos telhados, nos abismos, nas cidades, segue o vento. Não há sonhos. Não há sonhos. Não há sonhos.”, o fim da primeira música é absurda e no show, tende a ser uma das músicas em que o público mais canta junto. Por isso, prévia delas para vocês.



"Desconfia do óbvio, realiza o argumento. Desconfia do argumento, realiza o óbvio."

Palavra: o último lançamento da banda antes de seu término, em 2008. Palavra une a maturidade do segundo álbum com os melhores momentos do primeiro que são as partes mais pesadas e gritadas. Creio que por ser disponibilizado em 2008, ano em que a internet estava presente na maioria das casas, é o disco que contém mais hinos da banda. Parte 2, por exemplo, segunda música do Palavra, tem um público fantástico cantando no show que ocorreu em 2008, o último da banda. Crítica então, nem se fala. Acho o Palavra um dos melhores discos que ouvi durante minha adolescência, tanto pelos temas abordados nas letras do Rodrigo, agora mais precisos e não tão interpretativos, quanto pela sonoridade ímpar criada por Gabriel Covelo, Brunno Covello, Arthur Tuzi e Douglas Vovo. Não teria como escolher outra faixa como prévia desse disco, além de Crítica (apesar de gostar do disco COMPLETO)



Para baixar o áudio do último show da banda, em 2008, clique aqui

Sobre o Show:

Quando: 8 de maio (domingo)
Onde: Inferno Club. (Rua Augusta, 501)
Quanto: R$15,00 antecipado e R$25,00 na porta.
Com quem: End Hits e Plastic Fire
Que horas: 17:00
Onde Comprar: Loja 255 (Galeria do Rock) e Doombox (Rua Augusta, 1371, 2º Andar - Galeria Ouro Velho)

Você também pode gostar

0 comentários