Gritando Hc e seu novo disco: a fase adulta chegou nos punks

por - 17:35



Gritando HC
foi uma banda que proporcionou para mim, antes mesmo do Dance of Days e do que viria acontecer depois, o conhecimento do punk. Acho que pessoas da minha idade, 18, 19 anos, provavelmente também tiveram contato com o movimento a partir dessa banda. Ande de Skate e Destrua era um hino, enquanto o pessoal andava pelas ruas ou nas quadras abandonadas dos bairros sobre a madeira e as 4 rodas. Agora, cerca de 5 anos depois de tudo isso, recebi do Wlad Cruz, editor do Zona Punk, o novo lançamento deles, o álbum Fase Adulta.

Depois de um baita hiato de estúdio, se não me engano o último lançamento da banda foi um show ao vivo, de 2009, o grupo voltou com esse registro, em 2011. São 20 faixas, com o melhor do punk rock nacional, e mesmo que sem o Ronald (descanse em paz, ‘Donald’), a ideia inicial parece continuar viva até hoje: o som rápido e sujo, sem papas na língua.

O disco consegue mesmo, trazer aquela sensação nostálgica e transportar o ouvinte a um passado e pelo amor de qualquer divindade que você acredite isso não é ruim, muito pelo contrário. O punk rock é do bom, com letras diretas, três acordes, faixas com pouco mais de dois minutos de duração e tudo o que os Ramones e o Sex Pistols ensinaram de bom à humanidade.

É claro que, a banda muda, as coisas evoluem e não é tudo como no passado, alguns solos se destacam e a sonoridade deixou de ser crua, para ser razoavelmente mais pesada do que os discos anteriores.




Gritando Hc - Skate Nao Vai Morrer 

Volto novamente ao assunto que já bati na tecla, no meio desta resenha, as letras continuam muito ácidas, como na quarta música: “os americanos se acham, se acham os donos do mundo”, ou na nona, onde o refrão nada mais é que gritos, tanto da vocalista Elaine, quanto do backing vocal: “impunidade contestável!!!!”, ou melhor ainda: “nossa pátria vendida, nossa justiça corrompida”. É pedrada na orelha, ou não?

Em suma, Fase Adulta, até no nome, reflete uma maturidade da banda paulistana Gritando HC, porém sem abandonar as raízes e como dito no início do texto, a proposta antiga. Parece que tudo continua ali, com poucas mudanças que refletiram num som um pouco diferente, mas como dito, com aquela velha ideia. Lembram-se de “O Hino do Álcool”? “O álcool, o álcool, o álcool domina minha mente?”, ouçam a última música e deleitem-se com uma faixa similar.

Beleza, ai você fica com vontade de comprar o disco, ouví-lo, tirar suas próprias conclusões ou até mesmo ir a um show, certo? Então porque não faz isso? Simples simples, saca só:

Dia 17, domingo agora, vai rolar lá no Hangar o lançamento do Fase Adulta, depois de 13 anos sem registro de estúdio, numa parceria com a Fuse Records.

Preço:
R$15,00 antecipado (ingresso + cd) ou R$10,00 (só ingresso)
Onde comprar: Doombox e Loja 255 (Galeria do Rock)


Onde é o Hangar 110? Rua Rodolfo Miranda, 110 - Bom Retiro.

Que horas? Se não estou enganado, de domingo a casa abre às 18h00 e vale a pena entrar cedo para ver o Que Fim Levou Valdir?



Você também pode gostar

0 comentários