"Máquina três em tudo"

por - 18:13



Quarta feira. Este foi o dia em que me vi livre da máfia que é o cabeleireiro. Comprei uma máquina pra poder raspar a cabeça sem ter uma história extremamente absurda, das quais as pessoas nem sempre acreditam, mas que são totalmente reais. Cortar cabelo não era pra ser uma experiência tão inovadora na vida de ninguém, mesmo que você seja o Primo It da Família Adams. E agora eu estou livre disso!

Ok, é tudo exagero. Eu nunca fui molestado por um cabeleireiro nem nada. Mas é que ao longo da vida, fui reparando nas diferenças cruciais de um estabelecimento pra outro e isso me incomodava muito, afinal, todos eles fazem a mesma coisa. Por que seriam tão diferentes uns dos outros? E a resposta é simples: porque quando o cabelo é ruim, cada um tem seu método. Desde tesoura de jardinagem a ferramenta de soldar portão de aço. É mesmo, esqueci de mencionar: Meu cabelo é crespo/duro/só raspando pra poder chamar de cabelo.

Mesmo não tendo um cabelo que siga os padrões de beleza da revista gringa, isso não é nada comparado às figuras que já cortaram meu cabelo. Homens, mulheres e, juro, um travesti. Não tenho preconceitos com travestis e afins (aliás, gosto bastante da UDR, que aprecia tanto o trabalho destes profissionais formidáveis), mas cortar cabelo com um foi particularmente ruim. Simples de explicar o porquê. Sempre que corto o cabelo, desde criança, todos os cabeleireiros, inclusive as cabeleireiras, têm uma mania irritante de esfregar a genitália nas minhas costas. O que já era ruim, com os homens, ficou ainda mais esquisito com o traveco.

Felizmente agora estou acima disso tudo. Não mais precisarei de “profissionais” pra cortar meu cabelo. Agora um semi-amador vai fazer o serviço, ou seja, eu. A parte boa é que agora um corte de cabelo vai me custar apenas um pouquinho de auto-estima. A parte chata é que se eu fizer algo errado, terei que reclamar com o ser superior, que tudo cria e a todos acolhe: o serviço de atendimento ao consumidor.


Você também pode gostar

0 comentários