Cena Low-Fi: Lobão - No Ar Coquetel Molotov 2011.

por - 15:21



Saudações,

Parece que 2011 está chegando ao fim para o Projeto Cena Low-Fi. Não apenas pelo fato de entrarmos no último trimestre, mas por conta do calendário recifense de grandes festivais (entre esses um dos mais relevantes do Brasil), ter chegado ao fim. Pois é, o festival No Ar Coquetel Molotov chegou a sua 8ª edição, e agregada a sua extensa e qualificada programação mostra audiovisual, exposições, oficinas, debates e muitos shows. Só pelas prévias, foram quatro semanas consecutivas, ou seja, quatro sextas-feiras com bandas pernambucanas a dividir o palco com bandas oriundas de outros estados brasileiros.

Cena Low-Fi estava ansioso, como milhares de pessoas, que os dias 14 e 15 de outubro tomassem o Centro de Convenções da Universidade Federal de Pernambuco para reencontrar amigos, consumir produtos e serviços na feira cultural do festival e, lógico, conferir atrações da música brasileira e estrangeiras, entre elas: João Luiz Woerdenbag Filho, o Lobão – que com seus recém 54 anos completos, mostrou, mais uma vez, seus clássicos fonográficos e sua sagacidade.

Entrevistar o Lobão foi fácil e ao mesmo tempo muito tenso, porque além de uma certa (longa) espera, o que é perfeitamente compreensível num pós-show, havia uma expectativa sobre o seu humor. São poucos aqueles que conseguem “dirigi-lo” em uma entrevista, pois ele sabe muito bem o que e como falar a respeito de temas os quais sempre o perseguem.

Na nossa conversa vários nomes de pessoas públicas e veículos de comunicação foram citados, entre informações surpreendentes a respeito do Rock in Rio (dos mais antigos a mais recente edição), papo sobre os músicos os quais admira (Led Zeppelin e Queens of the Stone Age, por exemplo). Aos trancos e barrancos, o objetivo do Cena Low-Fi mais uma vez foi atingido: entre outras coisas, levar a realidade do músico independente e mostrá-lo em ação.

Chega de delongas, vamos ao vídeo, valeu!! É isso aí


Você também pode gostar

1 comentários