Not Tourist e o registro bem feito do indie

por - 15:13








Câmera na Casa do Mancha em São Paulo (foto por Lane Firmo)



Para quem não conhece, o Câmera é uma banda de Belo Horizonte que lançou no início deste ano o elogiado EP Invisible Houses, que você pode conferir a resenha aqui, e é formado por membros do Moldest, Colorido Artificialmente e outras bandas locais.

Semana passada, mais exatamente há 7 dias, 15/12/2011, foi lançado oficialmente pela banda seu novo EP intitulado Not Tourist. São apenas três músicas: Tulsa, Midnight Fever e Into The Night (essa última já estava rolando bastante nos shows, como no da Casa do Mancha, aqui em São Paulo).

Pelo álbum ter apenas 13 minutos, farei um breve relato/resenha sobre esse novo disco que não poderia passar em branco, afinal, marca um belo final de ano para o som mineiro, para o Câmera e uma evolução no tipo de som e vocês entenderão abaixo.



Tulsa no programa Popload Session


Tulsa
abre Not Tourist dando na cara que o som deu uma pequena mudada e conta com uma bateria um pouco mais evidente, além do violão não estar presente, como em Invisible Houses. A música tem seus altos e baixos e destaco a letra, que ao menos numa tradução meia boca feita por mim, fala sobre crescer.

Midnight Fever
tem um saxofone foda. Não poderia começar de outra maneira. Voltando... dessa vez o violão volta, mas o som continua numa pegada acima do indie tocado no primeiro EP do quarteto mineiro. Saca só, além do saxofone, ela tem um baita clima dia de inverno, ótima para curtir no busão vendo a chuva molhar o vidro. Sem pagar de blasé.








Into The Night
já é conhecida do pessoal que frequenta ou apareceu em algum show do Câmera. Novamente o violão marca presença e dessa vez, o som remete um pouco mais ao primeiro disco, mas poxa, que faixa linda, do começo ao fim. Dessa vez bem mais folk, principalmente pelo início da música.

Vai por mim, se você gostou do primeiro EP dos mineiros, vai se surpreender com esse, que infelizmente ainda não se encontra disponível para download, mas com celular que lava, passa e cozinha, fica bem fácil rodar num streaming né? De boa, eu ouvi o primeiro assim que saiu e o segundo também e posso dizer que se continuarem trilhando este caminho, a coisa vai ser bem legal em 2012, ano que provavelmente sairá um full lenght.

Você também pode gostar

0 comentários