Silas Malafaia e o seu vegetarianismo

por - 15:15



Esta é uma estória. Todo seu conteúdo foi inventado dentro de um ônibus, depois de algumas reflexões e empurrões, além do convencional “VAI DESCER MOTORISTA!”, porque tem gente que vai descer no ponto final e fica na porta.

José era um ateu. Ateu convicto, daqueles que negam a existência de qualquer possibilidade de ter algo além do que vivemos. Acredita na ciência e somente nela. No que é provado por a+b. Além disso, José é vegetariano militante. Vira e mexe está boicotando churrasquinho de gato na esquina e com seus amigos, derrubando o carrinho do Seu Agenor.

Alceu é crente. Protestante fervoroso da igreja Assembleia de Deus. Ama o Malafaia e acata tudo o que seu pastor mor diz. Come carne, porque afinal, Deus criou os animais para comermos e se é a vontade do Todo Poderoso, devemos acatar, certo?

Numa sexta-feira de tarde eles se encontraram na Praça da Sé, ali na esquina com a Simpliciana, perto da Caixa e saca só o papo:

Alceu:
Oi, moço, posso pregar a palavra do senhor para você?

José:
Cara, na boa, não. Eu sou ateu. Te respeito. Mas espero que você respeite também.

Alceu:
COMO ASSIM? ATEU?

José:
Sim, mas como já te disse, por favor, me respeita, ok?

Alceu:
Como vou te respeitar se você não acredita em Deus? Que diabo é você?

José:
Eu não acredito no diabo também...

Alceu:
É porque você é o diabo!

José:
Não, cara, eu não sou o diabo, eu sou um ser humano e só quero respeito. É difícil?

Alceu:
Por favor, aceite a palavra do Senhor antes que seja tarde.

José:
Eu não quero aceitar a palavra do Senhor. É uma opção minha.

Alceu (ficando bravo e começando a suar)
: PORRA! Vá de reto Satanás!

José:
Ok, ok, me dá licença, deixa eu ir embora.

Alceu:
NÃO! Eu vou ter que te levar pra minha igreja pra tirar esse demônio que está aí dentro.

José:
Caralho... você é chato, hein? Eu só quero que você me respeite!

Alceu:
Não tem como! Você é a encarnação do Satanás!

José:
Ok, amigo. Fica com seu Deus, eu fico sem o meu e estamos quites. Deixa eu ir pro inferno sozinho. Beleza?

Alceu:
Nem ferrando! Vou te ajudar a ir aos Reinos do Céu.

José:
Mas eu não quero!

Alceu:
Você vai!

José:
E você vai tomar no seu cu.


José empurrou Alceu e sumiu pelos mendigos da Sé.






No dia seguinte, José foi militar seu vegetarianismo, tinha passeata na Paulista. Horário: 14hs no Vão do MASP. Eles iam andar até o Largo do Paissandú e distribuírem flyers falando o quão ruim é comer carne.

José saiu cedo, chegou mais cedo do que o previsto, cerca de 2 horas antes da reunião. Estava varado de fome. Resolveu dar um pulo no Mc Donald's antes para começar a militância ali.

Um senhor, do qual ninguém sabe o nome, estava com seu filho na fila. José interrompeu a conversa dos dois e eles começaram a trocar uma ideia:

José:
você sabe o que tem no lanche do Mc Donalds?

Senhor:
depende. No Big-Mack tem dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles e um pão com gergelim. No resto muda o sabor do hambúrguer, colocam mais queijos, bacon, mas teoricamente é pão com hambúrguer, queijo, alface e tomate. Por quê?

José:
Além disso tem morte nele.


Senhor:
Ah é?

José:
Sim. Você sabe o tanto de animais que morreram para você poder deliciar seu saboroso lanche?

Senhor:
não.

José:
Muitos.

Senhor:
cara, eu to com meu filho aqui. Sou divorciado, só o vejo dois dias a cada duas semanas. Ele tem 8 anos. Queria muito comer esse Mc Lanche Feliz, o trouxe. Por favor... respeito a sua opção de não comer carne, mas poxa, me respeite também.

José:
NÃO TEM COMO! Você é um assassino!

Senhor:
Cara, você está começando a me irritar.

José:
A verdade dói né?

Senhor:
Dói mais ter que ouvir pregação na fila de um lanche.

José:
Dói mais ver um imbecil trazendo seu filho para comer morte.

Senhor:
Ok, ok, me dá licença, deixa eu ir embora.


Neste momento, José parou e lembrou de ter dito essa frase. Mas continuou:

José:
Não! Cara, você vai morrer.

Senhor:
Caralho! Você é o cara mais chato do mundo. Eu não fico te enchendo o saco sobre comer carne. Eu só quero que você me respeite, bem como, te respeito.


Neste momento o senhor pegou seu filho pelo braço, empurrou José e foi embora.






No domingo, na mesma Praça da Sé, José encontrou Alceu. Os dois se cumprimentaram e rolou uma pequena conversa:

Alceu:
e aí ateuzinho.

José:
eae crente.

Alceu:
Antes crente do que filho do diabo.

José:
É, é, vai tomar no seu cu. Não to com saco.

Alceu:
Meu irmão disse que encontrou alguém na fila do Mc Donalds. Acho que era você.

José:
Seu irmão come carne e tem um filho?

Alceu:
Sim.

José:
era eu mesmo. Aquele cara é um imbecil. Não aceita o que eu falo pra ele.

Alceu:
Nem você aceita a palavra de Deus.


José parou, pensou, olhou pro céu, virou para Alceu e gritou, a plenos pulmões: “quer saber? Vai tomar no cu. Você e ele”. Saiu esbravejando, entrou no Mc Donald's mais próximo e foi lá, distribuir a palavra de Deus, ou seu vegetarianismo

*o texto foi escrito por um vegetariano. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência. 

Você também pode gostar

0 comentários