5 motivos para você ler "A Morte de Bunny Munro"

por - 13:12




Nick Cave é um dos caras mais sádicos que já li/escutei. Essa ideia de abordar religião dele é tão macabra e bizarra que parece ir no fundo da degradação humana, numas coisas que você para e se lembra: “porra, isso acontece mesmo”. E não é só isso. Watching Alice do excelente Tender Prey conta um cara observando uma menor de idade se despir e vestir outra roupa ao amanhaecer. Cara, isso é muito doido.

Ano passado o compositor/letrista/escritor/vocalista/músico lançou um livro chamado A Morte de Bunny Munro que causou um puta alvoroço. Traduzido pela Editora Record, chegou ao Brasil pela bagatela de R$39,90 numa par de livraria do país. Isso assusta um pouco quem está acostumado a comprar livros da Martin Claret e L&M Pocket por simbólicos R$9,90, mas olha, esta história merece ser lida por quem curte o trampo dele e falarei o porquê:

Ótimas capas.


1-) Nick Cave conta uma história que teria tudo para começar legal e ir ficando circular e chata, como a maioria de livros que envolve um anti-herói. Entretanto, ele consegue adicionar elementos diferentes a cada capítulo que te prende e te faz devorar mais de 270 páginas em menos de uma semana.

2-) O livro é extremamente engraçado. Li tudo dentro do ônibus no caminho de ida/volta do trabalho. Parecia um retardado dando risada sozinho e o pessoal querendo jogar amendoim e cuspir no meu rosto, porque eu realmente ficava gargalhando.

3-) Vocabulário simples e bem feito. Eu li um romance do Sartre uma vez e ele é legal e tudo mais, de verdade. Mas tem uma hora que acaba enchendo o saco ter que ficar pegando o dicionário quando a palavra não se encaixa no contexto. Cave pega um vocabulário normal e escreve tudo.

4-) O homem é representado ali. Parece meio machista no começo todo o conteúdo de A Morte de Bunny Munro, mas não é assim. Aquilo é a merda do homem falido e sem perspectiva. O fato dele ser viciado em sexo e enfiar a rola até em buracos de parede, mostra que o ato de copular (maravilha, agora já estou tipo o Sartre) é uma válvula de escape para o personagem.

5-) Buceta da Avril Lavigne. Bunny é fascinado por ela. Diz que mulheres assim chupam bem pra caralho e que a vagina dela deve ser maravilhosa. Toda mina junkiezinha, um comentário sobre Avril. No final, Nick Cave agradece há algumas pessoas e pede desculpas a mina Sk8r Boy que fez a cabeça da juventude da malhação nos anos 2000.

Você pode adquirir este livro em várias lojas como Submarino, Saraiva, Travessa e claro, a ótima Estante Virtual (às vezes até com uns R$10,00 de desconto).

Por favor, leia-o.


Você também pode gostar

1 comentários

  1. porra, procurei com a capa vermelha com a mulher de calcinha e não achei :(

    ResponderExcluir