Pig Soul e o Chorume da Alma

por - 11:09

[caption id="attachment_12410" align="aligncenter" width="600"]Chorume da Alma Servidos?[/caption]

Essa é uma daquelas bandas que te pegam de surpresa e eu falarei o porquê. Num belo dia abri minha caixa de email e vi uma correspondência online (amo usar esses termos babacas) assinada por Pig Soul. Na hora ganhei que era um grupo punk e a julgar pelo nome, provavelmente daqueles que cantam contra o sistema capitalista e o cristianismo. Ótimo, curto isso. Ai eles mandaram um link para download do disco e já fiquei meio assim, porque eram 92mb. Porra, esse tamanho pra tocar punk rock? Tomei no rabo. Eram quase 100mb de pura experimentação.


Chorume da Alma foi lançado em 2011 e conta com uma capa bem bonita, principalmente para quem é vegetariano/vegan. O som em si é uma mistura de uns elementos meio darks e dissonantes com música instrumental daquelas classudas com 20 minutos de duração e uma técnica de foder o cu do palhaço.


A introdução leva o ótimo nome de (11)3142212X (se quiserem ligar para o telefone, é só tentarem). No começo bem doido e experimental, me lembrou uns discos de free jazz, depois, mais rock, mais sujo, entretanto, não perde a ideia torta. Chorume da Alma é bem louca. Imagine aqueles saxofonistas negões da década de 60 fritando. Agora pense em alguém fazendo isso na guitarra. Pronto, ai está o resumo da faixa.




[caption id="attachment_12411" align="aligncenter" width="610"] Se essa foto fosse de frente pro espelho eu faria um poster[/caption]

Koentro e Rãno demonstram bastante uma influência dos trabalhos daquele maluco lá, John Zorn, manja? A primeira mais regada a umas pitadas de Naked City (rolam até uns berrinhos), a segunda numa parada mais cósmica, com uma bateria seguindo uns sons doidos e intervenções de uma guitarra ora influenciada pelo metal, ora pelo noise e o ruído maluco.


Romanza é uma faixa bem calma comparada as outras. Claro que há toda aquela pegada, mas um piano é o que parece dar todo o tom da faixa. L’ Amour chega mansa e assim continua. Novamente sem guitarras ou qualquer doideira de dissonância e aquelas coisas que o Sonic Youth e o Merzbow curtem fazer. Acho que essas são as duas faixas mais tranquilas para ouvir. Vale ressaltar que daqui para frente, tirando a última música, todas elas são bem curtas.


Wa A Api Vini e Cocktail soam como uma união perfeita de uma faixa e outra. Enquanto a primeira começa mais de boa, a segunda chega estourando, entretanto, sem causar estranheza, parece que é a mesma música. Epílogo entra nessa brincadeira também. 3 canções numa só. E a última, mais doida e pesada do que as outras duas tinham cantado a bola, estourando, fazendo teu ouvido sangrar e se você estiver sob efeito de alguma droga, te levando a overdose.


A décima e última canção do disco, Taking Waves, não foi na onda de continuar emendando e até estranha um pouco, pela pegada meio sambinha e pá. De uma parada doida, o cara é transportado pra praia de Copacabana, tomando água de coco e vendo bundas em biquínis sensuais da década de 70. Bom, se a ideia foi evitar que o ouvinte acabasse o disco com espuma na boca, essa música consegue isso com maestria.



Com oscilações entre a calmaria post-rock e a experimentação frenética e louca, vez ou outra beirando bastante o som do Naked City, a partir de algumas coisas que soam como pequenas improvisações regadas a talvez benzina, ou cola de sapateiro das fortes, o Pig Soul fez um trampo realmente fodido de bom. Se começaram assim, com o disco de 2011, imaginem o próximo? Realmente, a parada ficará bem legal. Agora é só aguardar, baixar Chorume da Alma e passar tardes e mais tardes não ligando para nada.



Baixe o disco agora

Você também pode gostar

2 comentários

  1. tem esse vídeo de uma performance "ao vivo no estúdio" dos caras, onde rolam uns trechos do Chorume e umas músicas novas, vale a pena: http://vimeo.com/32160537


    e tem esse outro vídeo do que acho que foi o primeiro (ou um dos primeiros) shows da banda, tem uma proto-versão do disco: http://vimeo.com/13657143


    Honestamente não sei se tem alguma outra banda fazendo algo na mesma linha dos caras, é muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Pig Soul Orgulho do Brasil!!

    ResponderExcluir