#TerçaGringa: Conheça o músico Armand Tanzarian...

por - 11:10


Logo quando começamos com o Hominis Canidae, antes mesmo do altnewspaper e do HominisAlt existirem, toda terça nos postávamos alguma coisa de fora deste país maravilhoso no blog. Depois, estes posts semanais viraram um blog (o HominisAlt) que hoje não existe mais. Com o fim do nosso braço gringo, nós dissemos que ainda falaríamos de músicas internacionais que achamos interessantes, então resolvemos voltar com nossa sessão de músicas de outras terras nas terças, desta vez aqui pelo altnewspaper. Vamos começar com um som que já falamos antes, mas pra quem gosta de instrumental vale manter o registro e downloads.


O Armand Tanzarian é um jovem músico da Malásia que ficou conhecido (pelo menos no meio independente) pelos vídeos que postava em seu canal do youtube. Neles, ele fazia versões (inusitadas) de diversas bandas do mundo, principalmente as mais indies e na verve experimental. O jovem músico utilizava banjos e diversos outros instrumentos (principalmente o piano) para reproduzir canções difíceis de outras bandas e normalmente tocadas com outros instrumentos. O talento do jovem era notório, eu mesmo conheci o Armand devido a este vídeo onde ele faz um cover incrível de First Breath After Coma, da banda americana de rock instrumental Explosions In The Sky, no piano, em um take só! Tanto que juntamos todos os áudios dos covers de EITS no piano que o Armand fez e mandamos como bootleg numa das quarta feira do Hominis (Baixai!). Caso tenha interesse, existem diversos outros covers e versões de diversas outras bandas do mundo no canal do músico no youtube.



Devido ao grande número de views em seus vídeos ou simplesmente pela necessidade de expor suas ideias criativas em formato de música, ele resolveu lançar em 2008 o seu primeiro registro com sons autorais, que coincidia também com uma mudança pela qual estava passando na vida, saindo de sua terra natal para morar na Tailândia (se eu não me engano). Eis que ele lançou o Goodbye Kuala Lumpur, com três temas instrumentais, todos com nomes saudosos referentes a cidade da qual se despedia. São músicas longas (a menor faixa tem 7:28), com nuances de ondas crescentes entre os instrumentos (principalmente o piano e a bateria) e efeitos eletrônicos. Algumas conversas gravadas no meio me remetem muito ao Explosions mesmo, eu acho um disco bem bonito.


O ano de 2009 foi o mais produtivo do artista, ou pelo menos quando ele começou a disponibilizar seu arsenal sonoro próprio. O For Our Fallen Comrades é um registro que contém quatro temas, sendo dois dele da primeira gravação do Armand (Aurora Borealis regravada e Sick and Tired Gamelan na versão demo mesmo)  e um cover no piano do Explosions (Your Hand In Mine). A única faixa realmente "nova" seria a que da nome ao disco, uma faixa bem calma e bonita, mas a gravação um tanto baixa (como todo EP). Depois veio o single Stoned Wallabies Make Crop Circles, um tema com 16 minutos e meio de duração, que alterna momentos de jam com pontes bem arquitetadas, com reverbs e pedais de guitarra interferindo bastante, tudo dentro do tal do post-rock, mas com uma certa personalidade embutida, muita qualidade. Influenciado pela onda de mudança na politica americana, o jovem resolveu fazer canções para falas que Barak Obama fez durante sua campanha politica e disponibilizar no Last Fm com o nome  Words Of The President, existem algumas faixas boas, mas não consigo ouvir muito pelas falas do mister Obama.


E pra fechar o ano de 2009 da melhor maneira possível, Armand lançou o primeiro álbum profissional realmente, o disco em inglês se chama The Boy Who Never Spoke com venda virtual pelo bandcamp e física por alguns selos asiáticos, mas infelizmente, não rola distribuição no Brasil. São seis faixas todas com nome em mandarim, é o registro mais bem gravado do músico, a primeira e a última música são as maiores e as mais bonitas, cheias de ondas sonoras que criam um clima suave e bastante experimental. O interessante é que todo o disco foi gravado pelo Armand, a maior parte do tempo em sua casa. Neste os elementos eletrônicos estão mais claros, existem algumas faixas mais barulhentas (realmente post-rocks). De repente, o camarada sumiu, até que no final de 2010 reapareceu com a faixa A Day In October, criada por ele para um curta que um amigo tinha feito sobre o sistema educacional da Malásia. No ano de 2011 não ouvi falar do músico, e eis que chegamos no intuito deste post. No começo de 2012, Tanzarian mandou pelo twitter algumas das faixas do seu novo registro, a ser lançado neste ano, intitulado Postcards to Iowa e que você pode ouvir quatro canções dele no soundcloud abaixo, vem coisa boa por ai...


Você também pode gostar

0 comentários