#TerçaGringa: Conheça o folk maluco do B Fachada

por - 11:08

[caption id="attachment_14228" align="aligncenter" width="610" caption="Ele é um gato. Adoro."]B Fachada[/caption]

Cá estamos aqui com a já clássica Terça Gringa, que teve origem lá nos primórdios do Hominis Canidae. Lembrando que essa coluna é apenas uma desculpa bem esfarrapada para disponibilizarmos discos de músicos internacionais que curtimos e achamos que todos deveriam ao menos dar uma chance.


Essa semana escolhi o B Fachada, multi-instrumentista português com todo aquele visual barba grande, cigarrinho e um som um tanto quanto romântico. Num trocadilho bem canalha, poderia falar que ele é o Marcelo Camelo  de lá, só que muito melhor. (nada contra vocês, fãs do Dromedário, é que para mim nunca bateu mesmo).


O som proposto pelo lusitano Bernardo, esbarra em coisas maiores que o folk, por conta das leves experimentações que são feitas ao longo de suas músicas. O autor já coleciona uma puta discografia, disponibilizando inclusive, uns para download. Os outros plays, você pode comprar pela Flor Caveira, selo português que tem como apradinhamentos, cantores de lá que fazem uma música meio Freak-Folk. Olha, esse é o termo mais próximo ao que podemos chegar com o Fachada.


B Fachada


Ouvi em 2010 a música “Responso para Maridos Transviados”, presente no álbum “B Fachada”, muitas e muitas vezes. O climão dela é foda e a voz do cantor, idem. Grossa, sombria e melancólica a um tom de confessionalismo que é difícil encontrar por aí, principalmente pela letra um tanto enigmática: "Deus te salve Sol divino / Tu que corres mundo inteiro / Se viste lá o meu marido / Não mo negues não / E os raios que vens deitando ao teu nascimento / Sejam dores e facadas que lhe atravessem o coração. / Que por mim ele endoideça / Que não possa nem comer, / nem beber, / nem andar, / nem amar, / nem com mulheres falar, / nem em casa particular / e todas as mulheres que veja / lhe pareçam cabras negras, bichas feias / E só eu pareça bem no meio delas".


Um dado curioso sobre o multi-instrumentista é que ele, por mais que o jeitão e a barba não mostrem, chegou a cursar Física numa faculdade de Portugal, mas abandonou para seguir Literatura, o que convenhamos, é um pouco mais sua cara.


Dada as desculpas esfarrapadas, vamos ao que interessa para a maioria: download. Abaixo vocês podem baixar os álbuns: Mini CD, Sings the Lusitanian Blues, Até Toboso, Deus, Pátria e Família EP, B Fachada e Um Fim de Semana no Ponei Dourado. Como tememos pela vida desse blog, os links encontram-se no pastebin. Redirecionado para lá, abra o link do mirrorcreator, escolha o server e tenha uma boa terça-feira. Se você não conhece o cara, não perca tempo.


Pastebin

Você também pode gostar

1 comentários