Rock, Reggae e livro no Festival Kombi Voadora

por - 14:09

festival-kombi-voadora


A gente curte pacas hardcore, literatura e reggae. Não sei se vocês também, mas poxa, quem nunca ouviu uma regueira pra ficar suave na rede num sabadão a tarde? E quem nunca ouviu uma banda de HC para gritar "foda-se o sistema"? Tá vendo! Melhor ainda, quem não curte literatura? Nada como ler Paulo Coelho, Lair Ribeiro e Augusto Cury ouvindo Nx-zero no seu quarto, opa, pera ae, aí não, mano!


Unindo esses 3 elementos, o festival Kombi Voadora que rola no Rio de Janeiro nessa sexta (25) e sábado (26) pretende juntar tudo isso a uma feira de artesanato com roupas e artigos da região e o melhor de tudo, o ingresso é um livro que será doado para a biblioteca Municipal de Nilópolis. É uma boa para animar teu final de semana e ajudar um pessoal.


A sexta-feira será marcada pelo rock com apresentações das bandas: R.Sigma, Plastic Fire, Zander, Mara Rubia e Fuzzcas. No sábado, as atrações musicais serão tomadas pelo reggae com Raízes que Tocam, Dida Nascimento, Digital Dubs, Geraldo Junior e Universo Paralelo.


Antes de verem aquelas infos basiconas, resolvi linkar o release de cada artista para vocês sacarem o que estão tendo a oportunidade de ver, num pico com capacidade para 15 mil pessoas em Nilópolis. Saca aí:


Zander:
Formado em 2007, o quinteto Zander tem como palavras de ordem “Arregaçar as mangas”.  Se for pra viver de música independente no Brasil que isso seja feito por completo.  A bagagem de terem passagem por outras bandas de renome como Dead Fish, Noção de Nada, Deluxe Trio e Heffer, somada ao aprendizado de viver o “do it yourself”, forma a essência autogestiva do Zander.


R. Sigma:
Criada no Rio de Janeiro em 2004. Participou de diversos eventos e programas como o Secret Show do Myspace, Grito Rock, o Festival TIM Mada, Feira de Música de Fortaleza, Oi Novo Som, Festival Universitário MTV, entre outros.

Plastic Fire:
O quarteto surgiu há cerca de 7 anos, no subúrbio carioca de Madureira. Com pouco tempo de vida, o grupo já excursionou por diversos estados brasileiros e tem atraído cada vez mais fãs e a atenção da mídia, por conta de seus shows energéticos, da perfeita comunicação público-banda e, claro, dos seus registros.


Fuzzcas:
Vocais femininos, clima anos 60 e instrumentos de brinquedos. Fuzzcas é o rock com estampa de bolinhas. Yeah!


Mara Rubia:
A banda carioca é formada por Pedro Tambellini na guitarra e na voz. Ricardo Richaid no baixo e voz e Pedro Richaid na bateria. O trio tem influências do punk e do rock.


Digital Dubs:
Com mais de 10 anos de estrada, o Digital Dubs é a primeira equipe de som especializada em reggae e dub no Rio de Janeiro. Fundado por Marcus “MPC”, o coletivo é o principal representante da cultura sound system no Brasil e vêm, cada vez mais, conquistando reconhecimento na cena internacional.

Dida Nascimento:
O músico e artista plástico Dida Nascimento já fez parte de uma das primeiras bandas de reggae do Rio de Janeiro, KMD5, juntamente com Marcelo Yuka e Lauro Farias (o Rappa), e também a Negril. Hoje apresenta o trabalho de seu 1° disco solo, “Nação Híbrida”.


Raízes que Tocam:
A banda Raízes que Tocam, foi formada em 2002, no Rio de Janeiro, no município de Nilópolis na Baixada Fluminense. É o resultado do encontro de grandes amigos, amantes da música reggae e determinados a criar um som novo e revolucionário. Surgiu com a proposta de divulgar o reggae raiz e através da força de suas mensagens, despertar no público valores reais como amor e união.


Universo Paralelo:
A banda figura no cenário musical carioca, tendo feito a abertura de shows de bandas renomadas como Cidade Negra, Tribo de Jah, entre outras. A proposta é trabalhar com músicas que tenham como finalidade uma reflexão social, questionamento político, positividade e conscientização.


Geraldo Junior:
Conviveu desde sua infância com a riqueza da cultura popular: romarias, renovações, festas de padroeiros, forrós de pé-de-serra, bandas cabaçais e reisados. É Brincante de Reisado e mantém uma forte ligação com os Mestres e grupos de cultura popular. Performances de teatro e dança entremeando o show, tudo isso com arranjos da nova formação do grupo.


INFORMAÇÕES


Quando? 25 e 26 de maio
Que horas? 18h
Quanto? Um livro novo ou usado
Onde? Centro Municipal de Eventos de Nilópolis - Rua José Martins, s/nº, Frigorífico

Você também pode gostar

0 comentários