Manual para andar de busão

por - 11:08


É véspera de feriado, mas isso não faz com que o proletário não tenha que enfrentar aquele busão cheio pra cacete pela manhã e de noite. Pensando nisso, resolvi fazer uma guia prático de como andar no coletivo, porque tem uma galera que não saca e acaba empatando a foda de todo mundo. Se tiverem alguma outra dica, por gentileza, compartilhem, porque eu prezo por pessoas de bom senso dentro do ônibus.


Como propaganda, é bom salientar que tudo isso deve ser feito ouvindo a nossa Mixtape do Busão, que foi pensada e feita com todo o carinho presente no universo da internet. Agora sim, é só seguir as dicas que estão aí embaixo e a rua é nóis.


Use o mínimo do espaço possível segurando a barra: porra, vamos fazer uma comparação sexual, até porque isso acontece especialmente com dois tipos de pessoas: minas com blusa da GAP e bombadinhos com camisa pólo numerada. Para as mulheres: vocês não estão transando com dois homens em que cada membro está numa distância de 1 metro e você tem que agarrá-los. Segure a barra com suas duas mãos que cheiram a monange, uma próxima a outra. No espaço de 1 metro que você abre seus braços pelancudos, caberiam três pessoas. Para os manos que votam no Serra e querem pegar a empresa do papai, você não está malhando, seu Zé Buceta, feche esses braços.


Tire a mochila das costas: segure em uma mão a porra da sua bolsa e com a outra segure a barra. Ninguém quer ser trombado por uma mochila porque o senhor não quer segurá-la na mão. Tem gente que leva uma mochila com um caderno e não tira das costas nem por reza, é para deixar qualquer pessoa triste. Na próxima vez que você fizer isso, cu de burro, vai voar pela janela!


Saia da porta: se você vai descer no ponto final ou no lugar que praticamente todos os passageiros irão descer, por que raios você fica na porta? Outro exemplo sexual: você que fica na porta é tipo aquele otário que sabe que o amigo está dando a primeira foda e bem no momento que tá tirando a calcinha da mina, fica ligando a cobrar pra ele, só para empatar o sexo do camarada. Entenderam a gravidade disso?


Não trave a catraca: o ônibus está cheio pra cacete e a catraca é o único lugar que você pode ficar encostado, suavão ali. Mas pense que tem mais uma caralhada de gente querendo passar, alguns inclusive descer e ficando para trás, precisando depender do bom humor do cobrador para saírem pela frente. A ideia é a seguinte: entrou, tá na catraca, tem um espaço, saia dela. Se continuar fazendo isso, você será o primeiro a cair na revolta do operário, que está por vir!


Tenha consciência ao subir: quantas vezes não nos deparamos com um ônibus cheio e quinze minutos para poder subir porque tem uns pimpões que entram e ficam empatando a frente? Porra, não tá afim de passar na catraca, senta no colo do motorista, mas libera a entrada! Essa galera aí é das que mais irritam, mas nesse tópico estão absolvidos gestantes, mulheres com crianças de colo, idosos e deficientes. É tipo o lugar amarelo de toda essa lista.


Ônibus com portas do lado do cobrador: esse são os piores! Uma vez tomei um busão com um carioca que ficou muito puto quando sacou que a porta era ali: “País de merda! Tomar no cu! Tem que ser muito imbecil pra colocar a porra da porta aí, filho da puta!”. Concordo. A galera fica toda aglomerada em frente a saída, trava a catraca, a entrada e o fundo do busão vazio. Poxa, vai pro fundo, cacete e deixa a gente passar.


É isso, se vocês têm alguma dica de algo que role em sua cidade/estado, até porque me baseei na cidade de São Paulo para fazer esse guia, cola aí e comente. O pessoal precisa sacar que mais que um manual, isso é um manifesto, só que sem a barba do Marx. Ah sim, uma dica, tome o Apiacás, nem que seja para andar 2 pontos, porque nem Deus enche esse ônibus.

Você também pode gostar

3 comentários

  1. Ao entrar, sempre se dirigir para o contrário da porta de entrada. Quanto mais distante da porta de entrada (principalmente se ela for na frente) mais vazio está o outro lado do ônibus e mais perto você está da saída, o que facilita a decida e abre mais conforto. (Testado no Rio, São Paulo e Minas, aprovado pelo Inmetro).

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu discordo com o último item. Ainda que a saída fique lotada, sempre tem um espacinho do corredor até ela. Prefiro isso do que ter que atravessar o ônibus inteiro num corredor bem mais apertado.

    ResponderExcluir
  3. O tipo que acho irritante são os que sobem no ônibus sem ter separado logo o dinheiro da passagem. Tipo, a pessoa para na catraca, vai procurar o dinheiro que está no carteira dentro da mochila ou bolsa e quem está atrás dele tem que ficar pacientemente esperando.

    ResponderExcluir