#TerçaGringa: A matemática post rock de You Slut!

por - 11:11

terça gringa slut


Provindos  das terras de Nottingham, os caras da “You Slut!” se juntaram em 2004 para formar uma belíssima banda de rapazes. Carregando influências que vão de My Bloody Valentine, At the Drive In, Fugazi e até de bandas mais contemporâneas com o próprio And So I Watch You From Afar, essa molecada faz um som além daquilo que pode ser descrito com palavras e que pode talvez for descrito com uma obra de arte cubista. Rich Collins e Gavin Poole nas guitarristas, Sam Lloyd no baixo e Darren Cooke na bateria formam uma das bandas de post rock mais bacanas que eu ouvi nos últimos meses.


A banda faz um math rock/post rock instrumental direto e sem muita firulinha, o que para mim já é de se gostar, mas além disso, a banda traz consigo características que a diferenciam do post rock comum. O uso de elementos eletrônicos ou de um som mais voltado para a técnica, tal como pedem os gêneros citados não se encontra nesta banda. Ao invés, a “You Slut!” bota pra foder com um som pesado, ainda técnico, mas com elementos dissonantes e harmonizações curiosas. É o tipo de banda que te surpreende a cada nota.



Seu primeiro registro, um EP chamado “Grit Eyed & Greasy Tailed”, foi lançado em 2005, mas a banda criou sua base de ouvintes mais sólida só depois do lançamento do primeiro full lenght, intitulado “Critical Meat” em 2008. Os experimentalismos da banda, que passeia por vários gêneros está evidente neste disco, que em minha singela opinião, é o melhor da banda. Agora em 2012, “Medium Bastard” saiu e a banda está atualmente em turnê pela Europa. Eles não fazem nem ideia do que é o Brasil, então sossega aí que não vai ter show deles tão cedo por aqui.


A banda em si não é muito conhecida do grande público, porém, é de se admirar que os caras possuam um reconhecimento monstruoso no Japão, onde até já chegaram a assinar contrato de distribuição dos discos e tudo mais. É estranho rotular a banda como math rock/post rock pois os próprios caras não curtem muito se encaixar nestes. Quando perguntados, eles dizem fazer um som mais “Rifftastic-post-progressive-indie-power-rock-math-disco-pop warfare”. Se é pra falar esse nome, sou mais falar post rock mesmo. Ou melhor, que é uma banda que vale a pena dar uma sacada. Estão no Pastebin os dois fulls da banda, Critical Meat e Medium Bastard.


[caption id="attachment_15947" align="aligncenter" width="640"]terça gringa slut ser sexy é foda, hein[/caption]


Pastebin

Você também pode gostar

1 comentários

  1. Saudações ! Welker, será que cê poderia subir os linx, por favor ? não tá rolando... valeu.

    ResponderExcluir