#TerçaGringa: conheça a banda Rosetta e entenda o que é pos-metal...

por - 11:07


Nunca fui metaleiro, muito pelo contrário, passo bem longe dessa rotulagem. Mesmo que, em fases da vida, tenha escutado sons conhecidos como metal. A maioria deles mistura o tal do metal com outra coisa, pois sempre gostei mais do barulho e rapidez do que a técnica incrível. Lógico que existem algumas constantes no metal tradicional que não dá pra passar despercebido, na atualidade o principal exemplo talvez seja o Mastodon, uma banda que tem atraído atenção não apenas dos cabeludinhos, mas de quem curte rock e música boa . Com a chegada da internet, as tags começaram a se misturar e apareceu um tal de Pós-Rock, que depois deu espaço pra aparecer um tal de Pós-Metal e meus amigos, tá aí um estilo que eu gostei por demais.


A banda mais popular dessa deixa deve ser a Isis, que é uma das coisas mais monstruosas pra quem curte barulho adicionado de ambient e rock. Mas, um grupo que cada vez mais tem chamado minha atenção vem da Filadélfia, e foi formada no ano de 2003 por amigos de escola. Em nove anos, a Rosetta já lançou três discos, uma demo, um EP e pelo menos 5 Splits com outras bandas. Ou seja, o quarteto produz mais de um trabalho por ano e selecionamos os principais (e que conseguimos achar) para vocês por aqui. Pra começar, um show curto da banda pra vocês sentirem um pouco do caos...



Sobre os discos, o primeiro se chama “The Galilean Satellites” de 2005, um registro que saiu em dois formatos, um disco duplo, com duas partes e cinco músicas em cada uma delas e um disco combinado, com cinco faixas, onde cada faixa são 2 músicas juntas (isso é foda). O segundo álbum chama-se “Wake/Lift” e saiu em 2007, apresenta sete faixas e parece dois registros unidos. Ainda no mesmo ano apareceu um EP de sobras desse álbum (Cleansing Undertones Of Wake-Lift) com quatro faixas, tão boas quanto o disco completo. O último disco cheio foi lançado em 2010 e tem o fodástico nome de “A Determinism of Morality” e pra mim é o disco mais completo do grupo. Músicas densas, longas e barulhentas, este também é um dos CDs com melhor qualidade de gravação, o meu preferido.



Os splits também são bem interessantes, principalmente pela mistura com bandas de outros estilos, vou falar dos que conseguir ter acesso e disponibilizar pra vocês. O primeiro deles foi lançado em 2007 e feito com os vizinhos da banda de hardcore Balboa. O trabalho foi chamado de Project Mercury, que inclusive é uma música feita pelas duas bandas juntas. O segundo split lançado em 2009, foi formado pela Rosetta e outras duas bandas. Nele, o grupo aparece fazendo um cover do The Cure para a música Homesick (Ouça acima!).  Em 2011 lançou uma split de quatro faixas com a banda de rock Junius, sendo duas músicas de cada grupo e uma ambiência foda nas faixas do Rosetta. O último trabalho lançado pela banda também é um split, desta vez com o grupo shoegaze de Boston, City of Ships, onde mais uma vez a banda aparece com duas novas faixas.




[caption id="attachment_16457" align="aligncenter" width="640"] Baixe os discos![/caption]

A banda está cada vez mais com um pé no ambient, mas sem perder o lado noise do vocal gutural. Talvez isso seja o que realmente representa o Pós-Metal e eles tem feito isso cada vez melhor. Provavelmente um novo disco cheio deva aparecer em 2013, enquanto isso não acontece baixe a demo, os três discos, o EP e três dos SPLITS lançados pelo grupo pra animar sua terça-feira com um pouco de barulho bom! 


Se você é noob e não consegue baixar o disco nesse link, leia isso

Você também pode gostar

2 comentários

  1. Lembro de uma conversa que tive contigo, Diego. No meio do festival mundo do ano passado vc me falou do Rosetta. No dia seguinte, baixei o A Determinism of Morality e fiquei de cara com o trabalho do caras. Recomendadíssimo.

    ResponderExcluir
  2. Rosetta é maravilhoso, de fato, porém acho que a gênese do gênero se dá mesmo no Neurosis, com um pouco do que fez o Godflesh e faz o Jesu. Fiz um singelo top 5 desse gênero para o blog de uns amigos, aqui: http://www.quintaldosfundos.com.br/2012/08/post-m...

    Tem também bastante coisa no meu blog, caso se interessem: http://socialbsidemusic.blogspot.com.br/

    Infelizmente não tenho tido tempo para atualizá-lo com frequência, mas a intenção é essa.

    Belo post, parabéns.

    ResponderExcluir