#TerçaGringa: transando os efeitos do jazz maluco do Contemporary Noise Sextet

por - 11:08

contemporary noise sextet


Quando o assunto é fazer música a partir de improvisações, free jazz ou qualquer outra coisa que seja verdadeiramente experimental, a Polônia consegue surpreender a todos. Há algum tempo disse aqui sobre o Tupika, banda loucona que existe nesse país tão zuado na Segunda Guerra Mundial. Dessa vez, apresento a todos, um sexteto maravilhoso de free-jazz/noise: o Contemporary Noise Sextet.


A história da banda começa em outro grupo, o Something Like Elvis, que era numa praia emo noventão, um pouco de noise e o tal de post-rock, tudo junto e misturado, como manda a cartilha. O legal que antes de ter 6 loirinhos na banda, o grupo já foi um quarteto e posteriormente um quinteto. Mas enfim, vocês podem ficar tranquilos que tem download para todas as fases dos caras.


Ao longo de sua trajetória, a banda lançou cinco discos, sendo um deles, registrado ao vivo, num show que fizeram no Blue Noe Club. Os lançamentos são: Pig Inside The Gentleman (Eletric Eye - 2006), Unaffected Thought Flow (Eletric Eye - 2008), Theatre Play Music (EletricEye - 2010), November Note (PACM Burning Inc – 2008 ao vivo) e seu disco mais recente, de 2011, Ghostwriter's Joke, via Eletric Eye.


O sexteto atual tem em sua formação a seguinte rapaziada: Bartek Kapsa (percussão), Kuba Kapsa (piano e sintetizadores), Tomasz Glazi (saxofone e sintetizadores), Wojciech Jachna (trompete), Kamil Pater (guitarra) e Patryk Węcławek (bateria).




[caption id="attachment_16264" align="aligncenter" width="512"]Contemporary Noise Sextet Só o fino da zica![/caption]

Falei pra cacete e vocês ainda não sabem como é o som né? Posso tentar resumir que é uma mistura de um jazz mais clássico com aqueles negões que queimavam instrumentos em porões de Nova Iorque (vide post do Thurston Moore). A maioria das faixas começam parecendo que tem uma mina dançando na década de 50 com um copo de whisky na mão, só que em fração de segundos, tudo fica muito mais agitado e louco. Sério, é foda tentar descrever a sensação de ouvir algum disco deles.


Como isso aqui é só uma desculpa para vocês baixarem a discografia dos caras, abaixo vocês sacam o Pastebin naquele velho esquema para fazer o download. Lembrando que o serviço que está linkado não é nenhum servidor, pelo contrário, ele é um bloco de notas online que aponta para os discos hospedados no mirrorcreator. Ah sim, para baixar desse servidor é simples: basta escolher o lugar que você deseja baixar (zippyfiles, por exemplo), ir para a outra janela e ver o link desse servidor lá. Simples como mudar o seu papel de parede.


Pastebin

Você também pode gostar

2 comentários

  1. Já tinha escutado o som dos caras no Pig inside the gentlemen e não me arrependi. Acho que até por ter visto no falecido Hominis Canidae Alt. Ouvirei esse com certeza também.

    ResponderExcluir
  2. Tem os 4 discos oficiais aí. Os que sairam como Quartet, Quintet e Sextet. Não consegui o November Notes que é um bootleg editado por um polonês. Só ele tem link e tá quebrado. Mandei email e não obtive resposta até agora.

    ResponderExcluir