Mente vazia num ônibus lotado: companheiras nada legais

por - 15:08

Largo da Pólvora


Tenho problemas com baratas. Pode me chamar de bicha, boiola, mocinha ou qualquer outra variação regional para dizer que sou homossexual. Mas depois que vi uma garrafa de Heineken e uma embalagem de dan-up cheia delas, daquelas que parecem um gato, peguei um trauma do caralho dessas infelizes. Antigamente eu até matava, na moral, chinelada, SBP na cara e etc, mas hoje, vish! Pago de Dona Florinda quando tem um rato no restaurante.


Já ouvi depoimento de amigos que tomaram ônibus com uma fila de baratas, tipo formiguinhas andando e trampando a noite toda, levando folhas, resíduos de comida e todas essas merdas. O busão era um Rio Pequeno - Vila Madalena (só pra ver se o Kassab limpa essa porra) e ele ficou putão, desceu e esperou outro ônibus.


Ontem rolou uma fita parecida comigo: tomei o sempre cheio Largo da Pólvora (715M, que ninguém quer trampar porque é uma das piores linhas de São Paulo) e ele tava mais sujo do que o Largo da Batata: papeis de sorvete lambuzados, cerveja no chão, balas, chicletes, salgadinhos, uma doçura só! Eis que naquele calor infernal de São Paulo, vejo uma "la cucaracha" subindo do lado da cabeça da mina. Ela, a barata, malandra que é, deu um jeito de entrar no lacre que você deve romper se der merda (que por sinal, estava rompido). Não deu nem 1 minuto, olhei para o meu pé e ... exato! Outra! Levantei do lugar, xinguei e falei que o Kassab é um cu de burro.


Fui para perto da porta porque já ia descer (eu sigo a risca o Manual Para Andar de Ônibus). Fiquei na noia do caralho de ver outra e quando menos esperava, um vulto e... outra! Sim, era outra porque olhei para onde as duas estavam e elas não tinham saído do lugar, deviam estar pegando comida e restos de Fofura (se você lê esse texto e come essa porra no ônibus, faça um favor: morra).


No final das contas me lembrei de outras vezes que eu vi várias baratinhas dentro dessa porra, da vez que um camarada me falou que viu uma do tamanho de um cachorro e das outras tantas inúmeras vezes que eu tomei o busão numa condição nojenta. Tudo bem, a prefeitura vai culpar quem come lá dentro, mas a real não é essa, a real é que você paga R$3,00 nessa merda e é isso o que recebe? Longe de ser fresco, é que eu não curto baratas mesmo.

Você também pode gostar

0 comentários