Vitamix X a ponto de rachar, ou quase isso

por - 11:08

resenha vitamin x


A internet é uma coisa muito bacana. Há umas semanas soube que o Vitamin X, banda que já foi falada na Terça Gringa, iria lançar um novo disco em 2012. Uns dias atrás, o álbum vazou e rato que é rato se enfia debaixo das internets pra sacar as paradas. O registro em questão se chama About to Crack, e saiu em setembro. Até onde sei, uma turnê já está agendada pra divulgação do rebento nos Estados Unidos. Imagino que seja questão de tempo até que eles deem uma passadinha por aqui pela terra adorada idolatrada salve salve. Enquanto eles não chegam, resolvi contar o que achei do álbum novo da boa e velha Vitamin X.


About to Crack é exatamente o que o título sugere. É rápido, voraz e cheio de músicas daquelas de cantar sem camisa no meio do moshpit, tal como a banda sempre me sugeriu fazer ao longo dos discos que lançou. Senti uma melhoria considerável no quesito instrumental. Apesar de estarmos falando de um hardcore punk, é notável como o grupo teve uma evolução na execução de suas músicas, se compararmos com outros trabalhos. Tudo soa muito bem tocado e produzido, a sujeira parece um pouco mais polida, tudo está bem coeso, mas nada muito perfeito, afinal, ainda estamos falando de uma banda de hardcore. Em contrapartida, apesar dos aspectos audivelmente positivos, este não é um disco excelente. Senti que faltou algo nele, só não sei dizer o que.


Voltando um pouco ao instrumental, o trabalho guitarrístico se sobressaiu um pouco mais desta vez. A guitarra deixa de ser apenas um complemento para as bases do baixo e batidas da batera pra ser um instrumento mais independente no meio da bagunça do hardcore. Isso fez um diferencial bacana, não fazendo com que as músicas não fiquem parecidas demais umas com as outras, acabou dando um “algo mais” para o disco. A bateria, como sempre, é um show a parte, muito precisa, na medida certa e os baixos em nenhum momento soam fora de contexto, na verdade o contrário, sempre são o complemento perfeito para as batidas nervosas da banda.




[caption id="attachment_17370" align="aligncenter" width="341"]resenha vitamin x quando vejo fotos assim, sempre imagino como foi a queda[/caption]

O disco é curto (claro, não que eu estivesse esperando uma ópera) mas por ser rápido e envolvente, contribui para ser ouvido mais de uma vez. Sinceramente, esperava um pouco mais da banda, mas não consideraria este um álbum ruim. Com segurança digo que é um disco mediano, talvez até bom, mas nada excepcional. Como disse, não sei porque não consegui fazer um bom proveito dele como fiz com outros, como Down the Drain, Full Scale Assault ou mesmo Bad Trip, que por acaso é meu registro favorito da banda. Eu sei que é foda ficar comparando lançamentos e que cada um tem sua motivação e significado para a banda, mas About to Crack, para mim, no momento, é legalzinho. E não por isso deixarei de ir a um possível show da possível turnê que possivelmente farão por aqui. E acho que você também não deveria deixar de ir...


Você também pode gostar

0 comentários