Os cinco melhores discos nacionais de 2012 e um gringo por Diogo Galvão

por - 17:17

Melhores de 2012 - Diogo

E eis que começamos a publicar nossas listas de fim de ano. Tudo bem que já é sexta-feira e você tá dançando muito louco dentro do seu carro porque inventou de viajar, mas para quem usou a cabeça e está em sua residência (ou no trampo infelizmente), veja a lista do Diogo Galvão, abrindo o caminho para novas publicações que entrarão no decorrer da semana que vem. Abaixo é tudo do Diogo.

Bom tá aí a listinha de fim de ano e posso dizer que 2012 foi um ano bonzão. Muita banda que gosto lançou disco, outras paradas há eras, voltaram a lançar material novo e muita coisa nova boa também apareceu. É sempre difícil selecionar apenas seis disco assim dessa forma, mas aí está a lista do que achei bem legal esse ano.


5. Todos Contra Um - Rebelde Tsunami Tropical

Todos Contra Um


Depois de 2 anos engavetado, saiu essa porra! Disco foda de bons amigos de Natal, a banda já acabou, ou ta parada, por conta de mudança da cidades de alguns caras, mas fica o registro. O Tsunami é menos fastcore que a primeira demo da banda, mas é mais hardcore. Letras boas e inteligentes, músicas rápidas e hardcore sem frescura, fazem do Todos Contra Um uma das bandas mais legais que surgiram por aqui no Nordeste.


 

 
Ouça a banda aqui
 

4. Better Leave Town - Home Money Love

Better Leave Town


Demozinha da banda de muitas cidades e que fez minha alegria este ano. Os comparsas aí mandaram benzão nesse primeiro lançamento fazendo um som maneiro, pra quem gosta de bandas como HWM, Samiam, Title Fight, Seaweed, Nirvana, enfim, deu pra captar? Dos lançamentos que houveram nesse ano, não da pra deixar de falar dos caras e fica o aguardo de um disco full, porque já merece.


 

 
Baixe o disco aqui
 

 
3. Elma - Elma

elma


A melhor banda de metal sem vocal do país. Na real, nem sei se dá pra chamar a Elma de metal, mas entenda como um som pesado certo? A gravação é impecável, transmite um peso que não é comum não, músicas pesadas e versáteis sem punhetas de breakdown ou riff's chupados do Dimebag, se eu conseguisse fazer uma comparação eu diria que a Elma seria a banda de um Mike Patton com Ian Mackeye, mudos.


 

 
Baixe o disco aqui
 

 
2. Cidade Cemitério - Asa Morte

Foto: Marcel Gautherot/IMS


Muita gente chama o Cidade Cemitério de "A banda punk do Poney do Violator", mas vai além, é a melhor forma de descrever Brasília, e talvez até sua cidade. O som é punk ao talo, timbre de guitarra e pegada 80, a banda é mais que acordes e berros, é um meio de disseminar ideias das pessoas que não concordam com o modo da sociedade atual, é musical real pra pessoas reais, só não vá escutar esperando um som bonito.


 

 
Baixe o disco aqui
 

 
1. Hurtmold - Mils Crianças

Hurtmold - Mils Crianças


No rabo da gata, finalzinho de ano, saiu o novo do Hurtmold. Depois de um bom tempo lançar nada, em dezembro agora saiu o Mils Crianças, e pra mim ele figura como um dos melhores disco do ano já. Sou um grande fã da banda então sou suspeito pra falar e definir o som dos caras não cabe a mim, mas o que posso falar é que o disco esta incrível , com músicas redondas, bem construídas, indo do jazz ao Fugazi, passeando por algumas coisas de afrobeat, mas ainda sim, é rock! Vale a pena ouvir e vale a pena ler o que eles tem a falar sobre o disco aqui.


 

 
Baixe o disco aqui
 

 

Gringos


 
Hot Water Music - Exister

Hot-Water-Music-Exister


O Hot Water Music é uma banda que acho foda desde que ouvi a primeira vez. É pra mim uma das poucas bandas que gosto de todas as fases, que sempre ta mudando e sempre acertando. Depois de um hiato chato, a banda voltou a fazer shows e anunciou a gravação de um disco novo depois de 8 anos do último. Vendo bem como foram os projetos paralelos que o resto da banda levou durante os anos separados, o que poderia se esperar de um novo disco era um som diferente, talvez mais folk e menos hardcore, talvez menos rock. De certa forma foi isso que aconteceu, e ainda bem que aconteceu. Nada de falar de amadurecimento (ninguém é um abacate), mas o nível de composições e a estética das músicas desse disco são demais, coloca o Hot Water como uma grande banda pra qualquer pessoa que goste de hardcore, punk ou até mesmo indie. Boas guitarras, vocais ferozes e punk rock, sem frescura de soar leve demais ou soar diferente, é um grande disco de 2012 de uma grande banda que ta de volta, ainda bem.

Você também pode gostar

0 comentários