Kendrick Have a Dream

por - 11:04

725830500628


Existem discos que qualquer pessoa precisa ouvir, sério, algumas coisas te tornam um babaca de tabela só por nunca ter clicado num link e metido um foninho enquanto dá play. E ser um otário por praticamente nada é algo escroto, convenhamos.


Um desses discos, que eu era um babaca até sábado, é o primeirão do Kendrick Lamar, Compton State Of Mind. Camaradas, que álbum, puta que o pariu, esse maluco é foda e não só pelo good kid, m.A.A.d city que todo mundo lambeu – e com razão, mas por esse álbum que tem o título inspirado em um baita som do NAS ("N.Y. State of Mind").


Mostrei para um truta do trampo e ele mandou, um dia depois: “caralho, esse do Kendricão é monstro, hein?”. A grande fita é a qualidade desse registro que caminha numa parada totalmente foda, com uma faixa que rola um “foi mal Jay-Z mas eu comeria a Beyonce”.


Mas é claro que a melhor música do disco é “Today”, onde o Kendrick manda fuck tipo Scarface: “Fuck the system, fuck the truth, fuck religion / Fuck the government, fuck the law, fuck the prisons / Fuck George Bush, fuck rappers who love dissing / Fuck you because you don't see my vision” e ainda manda um “i fucked your new girfriend too because she’s cute”, em pt-br “eu trepei com sua nova namorada também só porque ela é fofinha”, e aí ele fala da bunda da mina e tals, mas nem vale continuar, ouça.


Ah, mano, sério, clica nessa porra aí embaixo e dá play. Não tenho uma capacidade tão grande de escrever sobre essa obra-prima “desconhecida”. Apenas fico tentando, espero que não em vão, dizer como Compton State Of Mind é do caralho.


 

Torrentão

Você também pode gostar

0 comentários