"Em homenagem à sua homenagem"

por - 14:08

homenagem


Sinto falta daqueles babacas de antigamente que reclamavam de datas comerciais impostas pelo capitalismo. Os natais e os dias dos namorados nunca mais foram os mesmos sem essa galera metendo o pau nos pensamentos consumistas que dominaram as relações humanas e de comércio. Provavelmente eles devem estar ocupados trabalhando para comprar os novos smartphones da Motorolla. Pode até soar hipócrita, mas com tanta gente bombardeando as lojas e mercados nessas datas, até parece que a galera se esquece de ser chata com os outros e vende a chatice por um vale-compras no setor de cama, mesa e banho.


Veja bem, relato que nunca mais vi por aí o reaça sócio-estruturalista chutador de calendários apenas por achar estranho que ninguém mais questione o valor e a relevância de datas culturalmente incorporadas sem muito motivo aparente. Mamães, papais, namorados, crianças e até mesmo Jesus deviam ser celebrados e homenageados todos os dias, portanto, não deviam ser lembrados nas redes sociais somente em suas datas. Aliás, quantas mães que são homenageadas hoje no Facebook realmente possuem um perfil no Facebook? Até porque, tenho certeza que o mano J.C. não possui perfil pois vejo muita gente orando lá e ninguém sendo atendido.


Pior que isso é homenagear gente na morte. Não há nada mais bizarro que cultuar o falecido como um ser superior enquanto na vida do falecido ele não era nem cultuado. Obviamente, aquele que sente vontade de homenagear alguém quando esta pessoa se vai deve atender as suas vontades, mas esperar alguém morrer pra se fazer isso é um tanto mórbido ou somente bobo. Isso deve ter uma questão religiosa mais aparente, afinal, cada um vai pra um lado quando morre, ou é o que se acha ao menos, então talvez seja uma análise mais delicada neste aspecto.


Nelson Rodrigues dizia que o aplauso é falso, moralista, hipócrita e quanto a isto, concordo plenamente. A etiqueta é um código moral falso e sem graça. Opinando levianamente, devíamos ter respeito antes de qualquer outra coisa. Homenagens me soam uma tentativa mais educada do que respeitosa de manter viva a memória e as coisas boas de alguém, na maioria das vezes pelo tom que são conduzidas, isto claro, se considerarmos a veracidade do sentimento por trás disso. Mas aí estaríamos entrando em outros méritos e, como diria uma das frases mais coxas da esquerda, eu luto pelo seu direito discordar de minha luta. Entretanto, presto aqui minha sincera honraria a você que homenageia a tudo e a todos sem antes se perguntar do que realmente vale sua homenagem e o quanto ela mesma significa para você, já que ninguém nunca pediu uma homenagem antes.


tupac sta2


 

 

 

 

 

 

Você também pode gostar

0 comentários