"Tudo bem Dinho, você ganhou desta vez..."

por - 15:09

Dinho-Ouro-Preto


Isso já deve ter acontecido com você. Certo dia, você sai com a sua galera na maior tranquilidade e repara que eles planejam beber uma gelada ou um corote mais potente, só que você não está na fúria pra beber junto, então recusa e tenta ficar de boa no seu canto. Porém, quando você menos percebe, já está na oitava garrafa e na terceira ida ao banheiro pra dar um mijote. Não é sua culpa, as coisas simplesmente acontecem. É isso que alguns religiosos chamam de “demônio”, mas que você pode chamar carinhosamente de acaso. Digo isto porque “por acaso” a onda agora é mostrar sua insatisfação por aí pelas passeatas jovens e descoladas que estão rolando.


Eu sei que anteriormente disse que apoiava todas elas e não minto ao dizer que continuo as apoiando. A questão é que Dinho Ouro Preto e Tico Santa Cruz devem estar se masturbando neste exato momento enquanto você lê este escrito. As passeatas podem não ter perdido em força, mas sem dúvida perderam o foco e desvirtuaram de vez. O que antes era focado, planejado e minimamente pensado agora é a festa da polenta. Os manifestantes amantes de CQC, Renato Russo e V de Vingança saíram de suas gaiolas forradas de jornal velho e resolveram se manifestar contra a corrupção. Por que não protestar contra O MAL? É tão mais abrangente e eficaz. O fato dos protestos agora serem dominados por tamanha boçalidade não diminui a força que a manifestação possui, afinal de contas, mais de mil pessoas não arranjam um encontro coletivo pra gritar palavras de ordem a toa, ainda que isso esteja rolando agora, mas enfim.


O coxismo que afetou os protestos brasileiros é principalmente ocasionado pela falta de foco. Despertando o antropólogo que há dentro de mim, a sociedade na qual vivemos tem muita dificuldade em arranjar ideais em comum para promover a união em prol de um ideal maior e, por conseguinte, da sociedade como um todo. Quando a coisa estava focada na passagem, vimos efetividade maior porque todos estavam juntos pela passagem. Depois da violência utilizada em uma das passeatas, o direito era o de protestar pela passagem e se defender da putaria governamental que nos proporcionaram. Havia uma direção e um objetivo claro a ser atingido. Depois disto, muito ainda deve ser feito, mas cada um aponta algo diferente e não há um consenso. Isso quando o que se propõe acaba sendo tão absurdo quanto protestar contra O MAL. É como venho dizendo desde o início desta coluna, devemos saber usar as ferramentas que temos, até porque não dispomos de muitas para expressar a opinião popular.


É perceptível como os protestos já se banalizaram, infelizmente. Inicialmente a grande mídia temia ir para o meio do povão puto com a passagem cara e a revogação de seu direito de estar insatisfeito. Hoje tem até reportagem sobre cartazes, máscaras de Fawkes, pintura facial. A micareta da democracia agora não mete medo, só demanda que seja acompanhada pelos policiais para não ter vandalismo. O gigante acordou após dormir na aula de história inteira e vai fazer prova surpresa depois do recreio. Típica coisa que o acaso nos proporciona. Ou o demônio. Tanto faz o que é, mas uma coisa é certa: mesmo quando bebo sem estar com vontade, a ressaca vem do mesmo jeito.


ressaca

Você também pode gostar

3 comentários

  1. mt bom, e esse clipe é foda.

    ResponderExcluir
  2. é o que venho alertando amigos há alguns dias.

    quem é 'contra tudo' não é a favor de nada. parece óbvio, mas às vezes o óbvio precisa ser dito.

    ResponderExcluir
  3. Aaaaah Red Fang..

    ResponderExcluir