Alguém precisa criar estes hologramas

por - 11:06

hologramas


Fizeram um holograma do Renato Russo. Precisa dizer algo mais? Se precisar, então vamos lá: se gastaram dinheiro para fazer dinheiro em cima de uma geração que realmente acha que não temos músicos melhores que a tentativa nacional de Morrissey, por que não gastar dinheiro com outros hologramas bem mais sensacionais e que provavelmente valeriam o TCC dessa galerinha que insiste em trazer de volta o pessoal morto há anos?


gg
GG Allin: Além de morto, seria bacana ver um holograma de GG Allin por duas razões: esse cara era tão foda que fazer uma imagem holográfica dele já provaria o quanto avançado é esta tecnologia e claro, considerando que ele literalmente comia merda em suas performances, acho que seria bacana assistir a um show dele no qual hepatite C não seria uma preocupação recorrente entre suas músicas. Quanto à violência, o autoflagelo, à nudez ou até mesmo aos moshboys igualmente retardados que ele deve ter por aí, não veria problema em aguentar tudo isso só pelo holograma, só pra ter uma história bacana pra contar depois. Seja pela merda digital sendo jogada, seja pela molecada tirando foto do chocolate humano com seus tablets.


amy-winehouse
Amy Winehouse: Por mais que ela já estivesse parecendo um holograma quando viva, talvez pudéssemos nos beneficiar de uma imagem dela hoje. Essas novas aparelhagens são ótimas em deixar no projetado como se fosse um santo, sobretudo pela áurea branca que ele emana por conta do reflexo mesmo. Mesmo sabendo que ela não é e nem nunca foi santa, principalmente quando ela brincou com aqueles filhotes de rato, Amy tinha algo que os artistas hoje não tem. Não, não estou falando de talento. Falo de uma bela banda de apoio, que por acaso está muito viva, apenas abaixo do radar. De qualquer modo, fazer de fato um holograma de Amy Winehouse não deve ser difícil e por isso ninguém deve ter pensado em fazer uns trocos com sua imagem. Até porque a cocaína e o crack ainda não estão precisando de uma garota propaganda porque se vendem muito bem sozinhos, obrigado.


ian_curtis2
Ian Curtis: Nada melhor que o holograma de Ian Curtis e suas dancinhas da epilepsia pra fazer você querer se enforcar alguns minutos depois. Só tome cuidado, pois talvez você não ganhe uma imagem holográfica também. Até faz sentido se pensarmos no porquê de ainda não pensaram em trazê-lo de volta. E ao lembrar do New Order, o motivo fica ainda mais claro. O holograma se enforcaria também. Nada contra a banda em si, mas disco music logo depois do Joy Division deve ter sido estranho até pra eles mesmos. Talvez trazer Ian Curtis fosse uma ideia bacana para o próprio New Order, imagine só que foda seria refazer o Joy Division com um holograma. Eles só não seriam os primeiros caras a fazer isto, já que Globo tem feito isso com o Roberto Carlos desde 2001, quando ele morreu e aquela imagem dos especiais de natal que a sua mãe assiste assumiu o lugar dele.


rodolfinho
Rodolfo Abrantes: Em teoria, ele não está morto, eu sei disso, mas acompanhe o raciocínio: se todo mundo sempre quis que ele voltasse para os Raimundos, é só botar um holograma dele e aí está sua nova fábrica de milhões de reais. Até porque ele não fazia muita coisa além de fumar um baseado no palco e falar um monte de palavrões com um sotaque nordestino bem carregado. Eu não manjo dessas tecnologias, mas não deve ser tão difícil projetar um cara desses. Veja bem, eu gosto de Raimundos e tudo mais, mas verdade seja dita, Rodolfo faz falta na banda até hoje por acrescentar um dedinho de personalidade a toda aquela mediocridade, tal como o aluno repetente barbado que sentava no fundo da sala dava o charme para a sua sala na oitava série. De qualquer modo, acho que o que impede o holograma de ser realidade é a mais pura violação de direitos de imagem. Quantas pessoas gostariam de ter suas imagens vinculadas a uma senhora inovação tecnológica? Mas como diria o grandioso, “eu quero que tudo se foda e o meu pau cresça”.


jpd
João Paulo: Lembra do amigo do Daniel que morreu e fez ele seguir carreira solo? Pois é, imagina só que legal seria se eles voltassem a ser uma dupla e essa pseudo-erudição de seu som sertanejo mela cueca que só empolga donas de casa acabasse. Nada contra o Daniel, que aliás, usa uns coletes maneiros pra caralho, mas o som dele me incomoda por tentar insistentemente ser algo muito mais especial do que é, tornando a parada toda numa grande tentativa de ser o cantor dos sonhos de todo mundo. Essas coisas têm que ser mais naturais que emplacar uma música na novela das oito ou ser amigo íntimo do Lulu Santos, até porque quando falamos de música popular, este é apenas metade do caminho. Ainda vai faltar a outra parte, que está diretamente relacionada ao discurso besta que é difícil de explicar e que precisa ser sentido no âmago de sua cafonice de forma que não te afete com doses de vergonha alheia. Enquanto Daniel não entender isto, um holograma de João Paulo seria muito bem vindo, até porque eles conseguiam fazer isto que estou dizendo muito facilmente antigamente.


 

Você também pode gostar

0 comentários