"Enem cheguei atrasado"

por - 16:10

enem


Um homem sabe o quanto pode errar na vida antes de se sentir um fracasso total. Na mesma proporção, imagino que um estudante saiba o quanto pode errar dentro de uma prova para ainda ter uma nota aceitável e conseguir passar sem grandes problemas. Chegar atrasado na prova é outra história. Estamos falando do evento mais frequente nas vidas de todos os seres da face da terra que dependem de um relógio. Se você realmente se acha maior do que a lógica do tempo, você não merece fazer prova nenhuma e tem mais é que mostrar a cara de bunda para os jornalistas que adoram pegar os vacilões no portão fechado.


Posso parecer irritadiço ou só de sacanagem com todo mundo que ainda consegue chegar atrasado e não fazer prova de vestibular ou ENEM, que seja, mas entenda-me quando digo que a humildade não é a única saída para que todo mundo te adore quando você ficar milionário. É preciso respeitar as pequenas e as grandes coisas, fazer acontecer o momento de sabedoria que a sua mãe profetiza quando fala pra você levar a blusa de frio antes de sair de casa. Ela até pode estar errada algum dia, mas porra, o que custa botar uma blusa na sua mochila? Humildade.


Eu me atraso para ir ao trabalho todo dia. Surpreendentemente, nunca tomei uma comida de rabo por conta disso, mas ainda assim, reconheço que deveria acordar mais cedo, fazer rotas alternativas para evitar o trânsito ou só parar com a palhaçada. Não me torno mais humilde em reconhecer meus erros, e nem quero isto, só acho que se você realmente preza por algo, deve contornar totalmente todas as possibilidades de fracasso, incluindo até mesmo as mais simples formas de sair no prejuízo. Talvez eu nem seja o melhor para dizer isso tudo, mas em resumo: se você se atrasou para o ENEM, você automaticamente foi eliminado da lista de salvações da juventude, o que, novamente, não quer dizer absolutamente nada a não ser que você use crocs e roupas da Abercrombie.


Devo ter perdido o momento em que a juventude virou o megazord do maneirismo e da inocência. Vou culpar Malhação por tudo isso. Tudo isso gira em torno de um mero atraso, que acontece todo ano, diga-se, porém, tal como aquele pai que vê um moleque fazendo merda e já teme que o próprio filho faça merdas semelhantes, me preocupa que gente mais velha também não tome atitudes quanto ao que se vê acontecendo. Se a molecada está falhando, você também está. Não tenha medo de apontar o dedo na cara de um grupinho e falar “vocês foram avisados”, porque assim este grupinho vai te odiar até se tornar mais velho e falar “bem que aquele filho da puta tinha razão”.


E pensando bem gente atrasada sempre vai existir. Se Deus mandasse umas naves pra salvar todo mundo do apocalipse, muito provavelmente teríamos gente chorando no portão de embarque. O Instagram teria muitas fotos de destruição também. Mas minha indignação com o atraso da molecada pra fazer ENEM mostra dois fatores cruciais que me farão calar a boca por um bom tempo: o primeiro é que a evolução se dá de forma lenta, ou seja, a questão aí acaba sendo o desenvolvimento de cada um e como cada um lida com a própria evolução. Já o segundo é que igualmente lentamente estou me tornando um velho reaça. Assistir Marcelo Rezende no boteco possivelmente será meu destino aos 43 anos de idade.


perci

Você também pode gostar

0 comentários