Mixtape Festival Maionese 2013

por - 12:07

Mixtape Festival Maionese

Neste final de semana acontece em Maceió a nona edição do Festival Maionese, cada vez mais tradicional para cultura alagoana. Em nove anos de vida, o Maionese já passou por algumas mudanças. Seja na estrutura, que só faz crescer ou no fato de ter passado do mês de maio para o de novembro. O crescimento do festival também passa pelo crescimento do Coletivo Popfuzz, responsável por sua organização e de vários outros eventos que agitam o estado de Alagoas. Os shows acontecem nos dias 8 e 9 de novembro (sexta e sábado) no Armazém Uzina.


Aproveitamos a chegada do evento e pedimos para o pessoal da organização escolher dez faixas de bandas que tocam na edição deste ano para uma mixtape. Além da escolha, Kaye Holanda ainda fez um faixa a faixa pra todo mundo saber um pouco mais sobre os grupos e Pablo Perez fez uma arte especial. Dê o play abaixo e leia o texto sobre os artistas:



01. Mopho - Dani Rabiscou: Uma das músicas merecidamente mais famosas da banda alagoana. Uma lovesong meio torta à Dani, naquele estilo Rubber Soul, com o marcante riff de guitarra e um arranjo de cordas que servem muito bem a melodia da canção.


02. Single Parents - Stop Waiting (For Me Now): Com essa música, a banda paulista mostra que prestou atenção na aula de indie rock noventista na escola do indie (?). Uma boa trilha pra se curtir observando a cidade em qualquer hora do dia, de preferência fazendo air guitar.


03. Troco em Bala - Homenzinho: Novíssima banda na cena maceioense, a Troco em Bala segue na linha do Strokes, pegando um pouco da "nova MPB" pra fazer um som que promete ainda mais coisa boa no futuro.


04. Zefirina Bomba - Gait Outing: É isso mesmo: rock cruzão, porrada na cara. É 1990 na Paraíba. Um som bilíngue mas na verdade a guitarra fala mais alto. Aumenta aí.


05. Abismo - Potçomó subatekyé: Death metal indígena! Sério! É não, só o nome da música. Eu acho. Pois é, o Maionese vai ser eclético. Headbangers, não deixem de ir senão vão perder essa bela oportunidade de bangear na frente do palco. Mas também não deixem de ver aquela banda indie, sabe como é né, um trato.


06. Os Nelsons - Vem Que Tá Suave (Zouk Riddin): É o zouk com sotaque Jamaica-Bahia no Maionese. Os Nelsons foram o sucesso do Grito Rock 2012 em Maceió e, finalmente, voltam à cidade. Música leve e dançante pra ir se chegando, saca?


07. Necronomicon - The Queen of Death: Uma das bandas mais respeitadas da cena maceioense, com alguns registros em CD e vinil, o trio faz um doom clássico setentista cheio de riffs, ocultismo, bigodes e calças boca-de-sino.


08. Zander - Todos os Dias: Adorada por muitos, Zander vai chegar no Armazém Uzina derrubando tudo, com o bem conhecido hardcore melódico/pop-punk que uma parte dos maceioenses tanto gostam. Essa é pra cantar junto no pogo.


09. Xique Baratinho - Frectivo: Banda clássica da cena maceioense dos anos 90, com influências regionais de cordel, repente e poesia tradicional. Tudo isso bem swingado e instigado em cima do palco. Rasguei-lho.


10. Lupe de Lupe - 17: Finalizando a coleta, a banda mineira que promete um dos grandes shows do festival. Guitarras bem altas e letras bem confessionais. Morrissey com Kevin Shields? Vamos ver. Quem não se emocionar no show é lixa.


Download: Mixtape Festival Maionese (2013)


Festival Maionese 2013
Quando? 08 e 09 de novembro
Shows sexta: Oldscratch (AL), Troco em Bala (AL), Medialunas (RS), Single Parents (SP), Xique Baratinho (AL), Lupe de Lupe (MG), Mopho (AL) e Autoramas (RJ)
Shows sábado: The Doses (AL), Ataque Cardíaco (AL), Dof Lafá (AL), Zefirina Bomba (PB), Os Nelsons (BA), Foxy Trio (PE), Abismo (AL), Necronomicon (AL), Zander (RJ) e Mukeka di Rato (ES).
Onde? Armazém Uzina - Rua Sá e Albuquerque no bairro de Jaraguá
Ingresso Antecipados: Meia/Social: R$ 20 | Combo Social: R$ 30 [dois dias]
Pontos de venda: Botequim Paulista, Stúdio Poker, Mausoléu Rock Store e Sede da Popfuzz.

Você também pode gostar

0 comentários