#TerçaGringa: com o dark eletrônico do IDKLANG

por - 11:05

IDKLANG

Eis aqui mais um som que chegou no nosso email estrelando a #TerçaGringa da semana. Já começo pedindo desculpas por não ter postado isto antes. Digo isso, porque este projeto austríaco está em tour pelo Brasil. Amanhã (19) ele se apresenta no Hotel Tee's em São Paulo, fechando a turnê pelo país, depois de ter feitos shows no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e alguns por SP.


IDKLANG (conhecido por ID) é o projeto solo do guitarrista, vocalista e produtor austríaco Markus Steinkellner (Cameran, Jakuzi’s Attempt, Artists In Revolt, entre outras bandas). Nele, o camarada manda riffs de guitarras em meio a batidas eletrônicas feitas em seu laptop, além de alguns vocais, que alternam momentos de calma e gritaria. O projeto existe fazem alguns anos. Apenas tocando ao vivo e desenvolvendo o som, ID já se apresentou com nomes como o Nadja e o Acid Mothers Temple, quando as bandas estavam em turnê pela Europa.



Só em 2011 Markus lançou o primeiro registro do IDKLANG, o EP I" com três canções distintas que se encontram entre ambientações e batidas eletrônicas. Basta ouvir o começo do registro com "March of a Millions", que você entende as nuances darks em meio ao noise de guitarra e o vocal gritado. Acredito com seja uma maneira dele expor suas angústias em forma de música e ele faz isso muito bem. "It's Hart To Be a Vampire in Vienna" apresenta os melhores beats do EP e também é um tanto mais calma, chegando até a ter nuances de música pop dignos do projeto solo do Thom Yorke. "Hülgner" segue tem o início parecido com a faixa anterior, com um vocal dobrado, mas termina do mesmo jeito que começou o EP, com muito barulho de qualidade.


Em 2012, o IDKLANG lançou um split com o Cordyceps, e nele é perceptível o melhor trato com a gravação dos vocais, bem mais limpos, porém com os mesmos efeitos. "Magic Spell" é um exemplo de que chillwave também pode ser tenso e pesado. Em "Mu", canção que fecha a participação do ID no registro, a calmaria é mantida, mas com muito mais presença da guitarra. Trata-se de uma bela composição, com uma ponte bem bacana que leva a calmaria para o caos sonoro e retorna para o momento mais suave.


No canal do projeto no Youtube, vemos alguns videos de como funciona o IDKLANG ao vivo.  Assista abaixo um registro bem bacana que mostra um pouco de como o show funciona.



Lembrando que o projeto se apresenta em São Paulo nesta quarta e parte para a Argentina e o Chile na sequência. Para saber mais sobre os shows, veja o evento do facebook. No Bandcamp tem todos os sons para download free (pague o quanto quiser), mas como nós somos legais, resolvemos upar todas as faixas em um único link.


IDKLANG SOUNDS

Você também pode gostar

0 comentários