Marque o som que combina mais com as ruas da sua cidade com o SoundSpot

por - 11:05

Imagem_Ilustrativa


Imagina que louco seria se você pudesse marcar lugares da cidade que combinam muito com uma música que você gosta. Agora pensa que seria melhor ainda se você conseguisse compartilhar isso com um monte de gente, descobrir artistas e alguns lugares da cidade. Pois bem, foi isso que a Skol pensou ao criar o SoundSpot, que foi lançado no youPIX.


O app tem como objetivo básico fazer com que você possa marcar um som em alguma rua, avenida, ponte ou qualquer outro lugar que você esteja. É simples. Tá passando no meio da Avenida Paulista e tem uma sonzeira massa em frente a Casa das Rosas? Acha que aquilo é quase como o clima de “Gandaia” da Karol Conká? Só dar um check no seu smartphone. Se a vibe muda completamente e você está em plena Rua Boa Vista, às 15h, no caos, o ônibus elétrico parado, o mar de gente pronto pra te engolir e se sentiu em “Monstro Gigante” do Ogi, é só marcar. O SoundSpot conta com mais de 30 milhões de faixas, o que significa que vai ser muito difícil você não encontrar o que quer.


O projeto também conta com embaixadores e influenciadores, que são pessoas convidados pela Skol para fazer playlist com determinados temas. O Akin (Metanol) separou alguns sons para os lugares do centro que devem ser ocupados com festas ao ar livre, o Rael deu um rolê pelos bairros de São Paulo marcando locais onde o rap e a MPB embalam sua rotina, o Ogi, como bom pixador que é, mandou uma seleção de músicas em locais poucos conhecidos do grafite em São Paulo. Mas não termina por aí, tem uma pá de lista com um pessoal ponta firme, como Karol Conká, Fabiano Lokinho, Rafael Ramos, o pessoal da Choque Cultural, Voodoohop, Leo Justi e outros.


Para baixar o aplicativo, acesse a página do projeto, escolha o seu sistema (iOS ou Android) e comece a marcar a cidade. O Altnewspaper está por lá, então siga-nos e saiba em quais lugares dessa cidade de São Paulo passamos e quais os sons que combinam com eles.


Esse é um texto patrocinado.

Você também pode gostar

0 comentários