Sobre os efeitos da oligofrenia

por - 16:50

beatles_fans


Pelo que ouvi algumas mulheres com quem convivo dizendo, os céus nos enviaram uma mensagem através dos anjos felizes com as boas novas. E com o soar das trombetas celestiais, bradando aos quatro ventos a gloriosa novidade, soprada pelas nuvens como uma melodia que envolve os ouvidos e os acalanta numa nina dos tempos mais antigos, o recado foi passado: saiu um trailer de “Cinquenta Tons de Cinza”.


Por que fazer um escândalo tão grande sobre o trailer de um filme como este? Este é o ponto, talvez não seja o caso. Sempre que algo pequeno se torna grande, me questiono sobre esta coisa de proporções, tal como a percepção das proporções. A oligofrenia pode ser uma puta jogada de marketing quando feita corretamente, exemplo disso são os Beatles. Os fãs de Beatles que você conhece não são chatos ao extremo quando não estão em conjunto para exercitar o espirito fan boy.


Da mesma forma que as quermesses do novo milênio, também conhecidas como eventos de anime são tocadas, podemos compreender o quanto este tipo de movimento acaba sendo precipitado de se analisar quando pensamos que a excitação daquele que participa não traduz a magnitude social que realmente representa. Em outras palavras, podem falar alto, mas não porque são grandes. E entrar no mérito de se questionar se o barulho se faz justiça acaba nem sendo o caminho, já que os pulmões de quem grita são respectivos de seus donos, mas o ponto da picanha está em compra-los ou não.


Algumas coisas em nossas vidas tomam proporções gigantes quando nem sempre são do tamanho que se imagina. E podemos estender isto para qualquer momento de nossas vidas. Cortando a lição de vida a la pokemon, a questão é que em momentos, damos valor demais às pequenas derrotas, desde o emprego ruim, não ter almoçado, ter que acordar cedo ou segundas feiras. O que soa como oligofrenia, como antes citado, pode na verdade ser a celebração de uma pequena vitória. E faz sentido que estas sejam comemoradas, já que as derrotas são amargas e, em todas as vezes, uma bosta. Portanto, felicite-se. Por mais que o filme seja um softcore não-italiano barato, é o seu softcore não-italiano barato. Aprecie os momentos que ninguém tirará de você. Ou que tirará, mas que ainda assim, você pode aproveitar.


50-tons-de-cinza-mulheres

Você também pode gostar

0 comentários