"Sobre baixas em tempos de guerra"

por - 15:16

edu


Feridos de guerra americanos ganham uma medalha por terem sido feridos em combate. Engraçado que “em combate” não significa necessariamente enfiado numa trincheira ou abatendo caças inimigos, se acidentando de qualquer forma possível também. Não estou dizendo que se ferir ou acidentar em guerra seja um motivo idiota para ser condecorado com uma medalha, mas convenhamos que é uma medalha que apenas indica que a vida é uma merda e que você sentiu isso na pele.



O exército brasileiro deve ter algo que se equivalha, mas a questão é que um presidenciável morreu nesta última semana. Acidentes de avião são brutais, isso todos nós sabemos desde que clicamos acidentalmente naquelas fotos dos Mamonas Assassinas, mas o contexto de guerra que mencionei antes tem relação com a putaria que são as eleições para presidente e governador. Aquele que melhor se assemelha ao eleitorado sempre leva a melhor, por isso ambas as campanhas são cheias de “eu faço isso igual a todos vocês, diferente do meu concorrente”. Ainda mais quando temos uma perda na guerra por votos.



Percebo como discursos no sentido de denegrir a imagem e os valores dos concorrentes têm sido relativamente frequentes, o que me incomoda, já que nos fazemos valer por um julgamento de conduta e não do que diz respeito aos meus interesses enquanto brasileiro. Sabemos bem que não é esta cúpula da politicagem que é realmente determinante, mas sendo uma figura de influência, as vontades de ganhar se justificam. Ou não. Tome muito cuidado sobre quem se diz condolente ao caído, até porque Israel e Palestina estão numa situação parecida. Quantos mortos para cada lado? Ah sim.



Não sou de comemorar a morte alheia, mas nenhum homem é santo. Eu, menos ainda, então falar sobre pecados seria idiota. Quando pensar sobre o assunto, lembre-se apenas de que isto nada tem a ver com o seu voto agora. Não podemos deixar fatores externos influenciarem uma decisão que vem de dentro. Da sua cabeça, claro. Impulsividade é para bares, salas de reunião com o chefe ou filas de banco. Para todos o resto, use a cabeça. Sun Tzu ficaria orgulhoso. Sua mãe também.


Paris-Hilton-Art-of-War

Você também pode gostar

0 comentários