"A lógica Daniel San"

por - 15:13

daniel


Sabe como se chega ao Carneggie Hall? Praticando. Se você quer ser bom em algo, repetição é a chave. Captamos esta mensagem com todos que se consideram algo em alguma coisa, mas o que ela realmente quer dizer? Bem, não sei se há algo implícito na mensagem, mas a questão é que pode até ser que exista sim. A repetição é algo tão metafórico que seu sentido mais pleno pode até ter algo mais aprofundado que puramente a prática e, por conseguinte, a famigerada perfeição. Se não, muita gente que acredita que já chegou a esse estágio adora também contar sua história e citar em algum momento o quanto tentou as coisas na vida.


Engraçado como somos bombardeados com informação o tempo todo e coisas novas aparecem antes mesmo de absorvermos as velhas, que de velhas mesmo só tem a definição, pois eram novas até que as mais recentes chegassem. Talvez por isso tanta merda acontece, não temos constância para praticar. Claro que um mundo na mesmice seria uma completa bosta, mas se a teoria de que praticando podemos ser melhores estiver mesmo certa, ficaria meio chateado.


Algumas coisas se repetem bastante e ainda assim parecem que não mudam muito. Política, futebol e religião sendo as intocáveis principais. Não querendo polemizar, mas a perfeição não passa muito perto destes campos. Aí a questão da perspectiva também pesa. Mas de modo geral, quando erramos em algo, podemos também não entender de fato o que precisamos fazer para se obter êxito. Praticar então se tornaria um desafio, já que aprender seria o foco e o praticar viria depois. O maior problema com essa coisa de perspectivas é que cada um tem uma, então fica difícil provar argumentos.


E pensando friamente, a repetição te proporciona um aprendizado mais mecanicista? Talvez algo pré-determinado e limitado, já que estamos falando de uma situação que acontece novamente? O real aprendizado se dá para além da situação trazida, ou seja, a partir do momento em que se tem o tempo de pensar numa situação além da treinada. Criatividade e agilidade se adquire pela energia não gasta em uma situação que já está previamente dominada por conta da repetição? “E no que isso tudo se aplica a minha vida?” você deve estar se perguntando. Eu não sei.



A prática só leva a perfeição se por “perfeição” você não sabe o que perfeição quer dizer. Claro que aqui estamos falando de prática em termos não ligados ao físico, mas sim ao metafísico. Reflexivamente falando, praticar acaba sendo algo que transcende o próprio conceito. Olhando o lado positivo das coisas, praticar preserva a humildade, atributo este que tem estado em falta e que as vezes é confundido com todo tipo de outra característica. Ou seja, em algum aspecto a melhoria do ser humano acaba sendo positivo.


humildade

Você também pode gostar

0 comentários