Nada de jingle bells, Natal é instrumental em dezembro!

por - 12:10

STROBO
O que rola em Natal no mês de dezembro? No mínimo um Papai Noel em cada shopping ou supermercado né? Já que a cidade tem o nome de um dos feriados de final de ano mais valorizados e movimentados do Brasil, em 2014, além de todas as nuances do final de ano, a capital potiguar também irá receber um evento bem especial para quem curte música instrumental. Segundo Anderson Foca, organizador do evento, “o Natal Instrumental nada mais é que a continuação do Festival Dosol – Música Contemporânea que a gente chegou a fazer por três anos”, disse em entrevista ao Altnewspaper. Entre os dias 11 e 13 de dezembro (de quinta até sábado), 19 atrações se revezarão em shows são gratuitos que acontecerão no pub El Rock, Centro Cultural DoSol e Casa da Ribeira, estes dois últimos no centro histórico de Natal.

Além das diversas atrações do Rio Grande do Norte, como é de praxe em todo evento musical no estado, o festival também conta com atrações de outros locais desse Brasil. Entre os grupos locais, desatque para Koogu (novo projeto de Gustavo Rocha e Henrique Geladeira, ambos integrantes da Calistoga), a Ruído de Máquina (principal surpresa do primeiro festival da Catamaran Discos), o som suave e viajante da Mahmed, a dona da bola Camarones Orquestra Guitarrística e o Duo Taufic, com um som mais clássico e erudito.



Outra proposta que promete ser interessante é a interação entre projetos instrumentais e artistas convidados. Na sexta-feira, na Casa da Ribeira, o arranjador e guitarrista potiguar Jubileu Filho divide o palco com o pernambucano, mas morador a muito tempo de João pessoa, Zé Filho. Já no sábado (13), o Zurdo recebe o músico paulistano Fernando Cappi (Chankas, Aurora e Hurtmold), ali no Espaço Cultural DOSOL.
Dentre os grupos de fora do estado, eu não perderia o show apoteótico da baiana Vendo 147, com suas baterias clonadas, dos paraibanos da Burro Morto, que lançaram recentemente um single incrível e cheio de suingue e do duo paraense Strobo, mezzo guitarrada, mezzo eletrônico. As três bandas tem em comum o fato de que mandam muito bem ao vivo. Além delas, estou curioso para conferir as apresentações da catarinense os Skrotes, um dos sons instrumentais mais bacanas que escutei de uns anos pra cá e a banda teresinense Aloha Haole, que como o nome sugere faz um surf music bem bacana, e provavelmente devem viver em Parnaíba, já que Teresina só tem rio.

Veja abaixo a programação, anote na agenda e não perca uma data.

Quinta, 11 de dezembro no El Rock, a partir das 21h:

Mamute (RN)
Koogu (RN)
Ruído de Máquina (RN)

Sexta, 12 de dezembro na Casa da Ribeira, a partir das 20h:

Jubileu Filho (RN) convida Zé Filho (PB)
Duo Taufic (RN)

E no Centro Cultural Dosol, a partir das 21h:

Jubarte Ataca (RN)
Aloha Haole (PI)
Skrotes (SC)
Strobo (PA)
Mahmed (RN)

Sábado, 13 de dezembro, no Centro Cultural Dosol, a partir das 18h:

Zurdo (RN) Convida Fernando Cappi (Hurtmold)
Adriano Azambuja (RN)
Vendo 147 (BA)
Camarones Orquestra Guitarrística (RN)
Burro Morto (PB)

E pra fechar, na Casa da Ribeira, a patir das 20h:

Saturnino e Disco Avuadô (RN)
Sérgio Groove (RN)

natal_instr1-724x1024

Você também pode gostar

0 comentários