Vivendo e Aprendendo a Jogar - Um novo Guilherme Arantes aportou noRecife

por - 15:06

[caption id="attachment_26365" align="aligncenter" width="695"]Guilherme Arantes Foto: Beto Figueiroa / Trago Boa Notícia[/caption]
"Porto Musical, uma experiência maravilhosa para todos...". Estas foram as primeiras palavras do relato que Guilherme Arantes postou em seu Facebook ao voltar do Recife neste final de semana. O cantor já passou diversas vezes pela capital pernambucana mas nunca uma vinda dele tinha sido de uma maneira tão inusitada.

Veja bem que ele não veio para fazer um show e sim para participar de uma entrevista no Porto Musical e promover sua produtora Coaxo do Sapo, trazendo até um banner de uns 2m na área de desembarque no aeroporto. Já é de se admirar não só o fato de ele ter se disposto a sair da sua zona de conforto e dispensado até um glamour que seria peculiar a quem já esteve nas paradas de sucesso com trilhas para novelas da Globo.

Então você visualiza a cena e procura lembrar quais outros artistas similares a ele e de sua mesma geração estão fazendo isso. Se bem que o mais inusitado ainda foi vê-lo um dia depois de sua palestra participando ativamente do evento, assistindo à conferência do Laboratório Fantasma, de Evandro Fióti e Emicida, ainda se dirigindo aos dois no final para parabenizá-los pelo trabalho e ainda lhes fazendo uma pergunta. Foi um momento tão simbólico do Porto Musical que nem sei mais como continuar além de dizer porque Guilherme Arantes merece ainda mais nosso respeito.



[caption id="attachment_26367" align="aligncenter" width="695"]Guilherme Arantes Foto: Beto Figueiroa / Trago Boa Notícia[/caption]
"Viver é um lance legal"

Não é nem pelo seu ato empreendedor de ter ido um ano antes pra Womex com o seu filho e ter montado sozinho um stand para divulgar seu estúdio. Também nem é só pelo projeto do selo/estúdio que montou há pouco tempo onde admitiu que não está fazendo isso por dinheiro, pra alugar a qualquer um e viver de renda de gravações. Por diversas vezes na conferência do Porto Musical, ele falou que o mais importante é o amor ao invés da grana. Bem, tampouco não é pelo fato dele colecionar instrumentos antigos mas com pouco tempo de uso e sair comprando no eBay para poder levar para o estúdio. Estúdio esse por onde já passaram grupos como Filarmônica de Pasárgada, As Ganhadeiras de Itapuã e O Quadro, grupo com o qual resolveu tocar junto e em determinada horas na madrugada resolveu fazer uma jam session pra tirar "um som tipo Fela Kuti". E ainda sem falar da atitude dele de ter colocado toda a sua discografia, com 406 músicas, no Soundcloud, mas acho que isso não seria tão impactante assim como parece.

"Onde estava você?"

Mas onde queria chegar é que, sim, é bom ver um cara que faz tudo isso e ainda se mostra lúcido e conhecedor da cena musical que está ao seu redor. Ao invés de sentir ciúmes, Arantes quer chegar junto dessa geração e aprender com eles também. É incrível ver que um cara como ele está se propondo novos desafios e que não se acomodou só a fazer shows quando é chamado ou que fica se gabando por ser paparicado no exterior como bem faz o Ed Motta. É o contrário. É o anti-Ed Motta em todos os sentidos. Sem ostentação, sem frescura e bastante simples.

Por sinal, assistam depois esse clipe e reparem na galera que ele juntou pra cantar em seu disco mais recente.


"Nada será como hoje"

Guilherme Arantes está em sua melhor fase agora, ou na fase como gostaríamos que a maioria de nossos ídolos da antiga geração estivessem: pró-ativos. Foi muito interessante ver que os planos que ele tem pro Coaxo do Sapo vão além de ser um estúdio de apoio e sim um estúdio que possa ser lembrado mundo afora como aquele que está no interior da Bahia e que criou um som em seus discos tão único como o que Bob Marley gravava em Kingston. E pra isso, ele tanto na Womex como no Recife foi se aproximando e apresentando o seu trabalho a produtores internacionais da mesma forma que tantos outros artistas fizeram.

"Agora é brincar de viver"

O melhor de tudo é que ele fala com uma sinceridade e uma paixão tão grande, que é apenas lindo de ver isso sendo dito da pessoa que compôs alguns dos maiores hinos da MPB. De todos os momentos que presenciei nesta história de sete edições do Porto Musical, esta foi, sem dúvida, a mais especial. Não só por Guilherme Arantes. Não só pela presença de Emicida. Não só por ter visto ótimos shows. Não só por rever amigos do universo musical que moram longe e que não via há anos. E não só por ter conseguido conhecer também gente nova e que está remando no mesmo barco que a gente. Mas sim por tudo isso. O Porto Musical é um evento incrível que proporciona tudo isso e nos coloca juntos e cada vez mais imersos nesse mundo que é o Bairro do Recife, suas contradições com botecos pé-sujo e armazéns gourmet envoltos em algo muito maior que é ainda essa programação de carnaval envolta com discussões afiadas sobre gestão, negócios e música em si.

"A história não tem fim. Continua sempre que você responde sim"

É por isso que não dá pra não se sentir esperançoso com tudo o que se passou na última semana e parafrasear agora um dos maiores sucessos do cantor que diz exatamente assim: "É tão gostoso ter os pés no chão e ver que o melhor da vida vai começar".

Você também pode gostar

8 comentários

  1. O Guilherme é tudo isto mesmo: “É tão gostoso ter os pés no chão e ver que o melhor da vida vai começar”.
    Começar é com ele mesmo, além do talento, inteligentemente sempre com os pés no chão... Parabéns GA!
    Nise

    ResponderExcluir
  2. Eu estava na lanchonete, ele foi aproximando, e me olhou e perguntou "Tudo bem?". E eu "tudo" e apertei sua mão.

    ResponderExcluir
  3. só musicalmente que, apesar de gostar do que ele vem fazendo, como fã digo que o melhor momento dele não é esse. Musicalmente nada vai superar os três ou quatro primeiros discos dele, do final dos anos 70 e inicio dos anos 80. discos como o primeiro, como o cara e a coragem, ronda noturna e coração paulista dificilmente serão superados. Muitos anos atrás eu defendia o guilherme e muita gente aqui em belém torcia o nariz, que bom ver que estão redescobrindo (ou descobrindo) o cara.

    ResponderExcluir
  4. O Guilherme Arantes é um dos maiores exemplos de genialidade com generosidade e humildade que pude presenciar varias vezes na TV. Um exemplo: no programa "Música boa", o apresentador Thiaguinho lhe perguntou sobre o que ele pensava sobre colocar juntos no palco artistas consagrados, com um grande tempo de estrada com os mais jovens (se não me engano era Vanessa da Matta e Emicida, no dia, mas se referia a todos). Era a experiência ensinando a juventude.

    ResponderExcluir
  5. Minha maior inspiração como músico e compositor. Ao lado do Flávio Venturini! Pessoas do bem!

    ResponderExcluir
  6. Acompanho desde o primeiro LP, e adoro. Pra mim ele é um artista completo.E muitas frases dele uso para minha vida. Uma que adoro: " A arte de sorrir, cada vez que o mundo diz, não"

    ResponderExcluir
  7. Guilherme Arantes continua inspirado...Gostaria que ele fizesse um rock'nroll com uma base pesada...Uma faixa apenas...Sei que com uma letra nos moldes do Guilherme ficaria maravilhosa...Pra sair da rotina...Algo que precise ser gritado como um desabafo...Ele pode deixar a guitarra gritar por ele...

    ResponderExcluir
  8. Um dos maiores artista da nossa música. Parabéns GA pela sua genialidade. Suas músicas são de pura qualidade,,,,,,,,,,,,

    ResponderExcluir