Prosas do Upperground

por - 11:00

vermelho ou azul

Primero Ato
Dos Justiceiros Federais Alados & Cavaleiros Vermelhos Sebastianistas

I
Quem controla os fios da Pantomima
- sabe que não se pode repetir um distante ano de outrora- ;
Sabe que a teatralidade será em moldes de uma realidade televisiva
São ilustrados nas histórias que teimam em repetir-se
apenas com outras ventanias
assim o início do ato ganha o palco,
o caos de Mautner, cães raivosos que nem Milan salvaria
e vêm sempre esse sorriso nervoso como amálgama de sexta

II
Porque ninguém comenta sobre o quanto
um fato desencadeia mudanças drásticas na bolsa,
essa sim uma questão pertinente.
um fato bem colocado gera mudanças aos interessados
do lucro altamente desenfreado
o estouro da bolha é lufada de ar aos tubarões

III
E não custa lembrar:
- Amarildo não é Sebastião.
O circo não veio acompanhado de pão
avisei ao final da trama uma anunciação
muito longe de qualquer hipótese com jararacas de línguas flamejantes

IV
jogos de camisas distribuídos aos torcedores
porém quem é que vai torcer pelos morros
crivados de balas em suas coerções silenciosas?
enquanto os postos lotados
aos moradores de rua, suas bandagens cranianas
e seu sangue coagulado nas camisas
o céu estratificado em nuvens
como única realidade que nos é permitida
o som persistente de aço escovado e colheres de pau
o sorriso dos titereiros
enquanto os restos podres dessa bandalheira
escapam como os novos salvadores de antigos sociais democratas
tentando equilibrar-se nas linhas finas da redemocratização
àquela que nos foi permitida
pelos senhores atrás da cortina

Você também pode gostar

0 comentários