365 Girls in a Band – Review 8

por - 14:10

lulu2

Para inspirar garotas que querem ter bandas, para dar visibilidade às mulheres na música, para questionar e para dividir as melhores bandas que conheço, o 365 Girls in a Band posta todo dia um álbum feito por mulheres. Toda semana, compilamos uma parte desses discos aqui no Altnewspaper. A diversão é garantida.

Vulpes

Formada por Anarkoma Zorrita, Evelyn Zorrita, Ruth Zorrita e Pigüy Zorrita, a Las VulpeSS (ou Vulpes) durou apenas um ano, mas conseguiu fazer um bom barulho a partir de Bilbao, na região do País Basco, Espanha. Com uma versão em espanhol para "I Wanna Be Your Dog", clássico do The Stooges, vertida para "Me Gusta ser una Zorra", elas chocaram a TV aberta com seu despudor e seu som pesado. Esse primeiro single vendeu 12 mil cópias, mas devido a problemas jurídicos a banda não conseguiu fazer turnê. Um ano após seu lançamento, as Vulpess decidiram deixar acabar com a banda.

Para saber mais: Wikipedia

Soko


A francesa Soko tem seu próprio selo e uma carreira no cinema francês. Após estourar com o hit "I'll Kill Her", colaborou com The Go!Team e Cornershop e abriu uma turnê para M.I.A. Dois anos após esse estouro, declarou que estava deixando a música. Seis meses depois, lançou um álbum completo que ganhou público e crítica. No limite entre o pop e o eletrônico experimental, a cantora e compositora já foi comparada à Björk por seu estilo musical, e ao grupo britânico New Order, por seu uso de sintetizadores e influência new wave.

Para saber mais: Site Oficial, Facebook

Lulu


Aos 12 anos, a escocesa Lulu se aproximou da banda Bellrocks e começou a se apresentar com eles todos os sábados em clubes locais. O baixista, encantado com sua voz e presença de palco, estimulou que ela seguisse carreira. Esse é o começa da história de uma cantora que se tornou uma espécie de entidade no Reino Unido, emplacando uma série de singles, ganhando papéis em séries na BBC 1, vencendo o famoso concurso Eurovision e sendo produzida pelo próprio David Bowie ao gravar "The Man Who Sold the World".

Para saber mais: Wikipedia, Facebook

Rakta


O nome de origem indiana advém da energia Equilíbrio e essa vibração acompanha a banda. A dificuldade de rotular o som das meninas vem do fato que elas misturam e rearranjam suas múltiplas influências, criando algo novo e que contemple a participação de Paula (voz e teclado), Natha (bateria), Laura (guitarra) e Carla (baixo), como uma mistura de múltiplas vozes que não calam nem sobrepõe umas às outras. A preocupação estética se estende do som às artes de capa e divulgação. O Rakta é uma verdadeira experiência sensorial.

Para saber mais: Bandcamp, Facebook

Au Pairs

A Au Pairs era uma banda mista, liderada por Lesley Woods. Apesar de ter tido outras formações, na maior parte de sua existência a banda foi composta por Jane Munro, Paul Foad, Pete Hammond, além da líder. Com 5 anos de existência apenas, esse projeto conseguiu grande projeção e uniu letras politizadas a sonoridades dançantes, abrindo a trilha para várias outras bandas que viriam depois delas.

Para saber mais: AllMusic, The Guardian

Você também pode gostar

0 comentários