Better Leave Town deixa o país com o novo disco, "Flat"

por - 14:08

13443960_1064500696930501_828104971_n
Uma das bandas preferidas lá de casa, o Better Leave Town faz um som que passeia entre o punk melódico do Hot Water Music e o grunge do Dinosaur Jr. O grupo já tem uma demo e um disco de vinil e agora se prepara pra lançar o álbum Flat, além de anunciar sua primeira turnê na Europa, com os franceses do SPORT.

Aproveitamos a oportunidade e batemos um papo com o guitarrista Xao sobre tudo isso.

https://www.youtube.com/watch?v=cVt5rgaB6BE
Depois da primeira entrevista que rolou aqui no blog em 2012 e do primeiro disco, o que mudou tanto pra banda de lá pra cá?

Então, acho que não mudou muita coisa na banda desde o primeiro disco. Foi bem uma sequência, de tudo. Acho que a maior diferença é que o primeiro disco foi meio que um resumo do que a banda era de 2011 até 2015. Tem músicas no disco que a gente fez em 2012 e só lançou ali, tirando que a produção do disco em si demorou um ano, então meio que captou várias fases da banda. Esse disco novo já é todo feito de um ano pra cá, todas as músicas foram feitas em menos de um ano, acho que foi a principal diferença desse pro primeiro disco. Ano passado a gente preparou tudo pra ter na mão o disco na tour do SPORT e não rolou, o que foi frustrante pra caralho e depois disso quase não tocamos mais, por vários outros motivos, ficamos em casa ensaiando pra caralho e foram surgindo esses sons novos. No começo eram meio perdidos, não tinham nada a ver com as nossas músicas até ali, mas a gente curtiu, e resolveu apostar pra ver como ia encaixar tudo no final e foi massa, no fim ainda “parece que é a gente”.

Sobre a tour europeia com o SPORT, vocês trouxeram eles pro Brasil e agora estão indo para Europa tocar com os franceses. Como isso aconteceu?

O lance da tour do SPORT começou em 2013. Eu lembro que o Uber You tava vindo a primeira vez pro Brasil pra tocar com o Nunca Inverno e eu fiquei muito na pilha de fazer isso com o BLT também. Mandei um email pros caras meio na inocência e acabou que a conversa rolou. A tour do SPORT apareceu como um acontecimento massa pra gente aproveitar e distribuir melhor o primeiro disco já de cara, mas como disse anteriormente, não rolou! Mas a tour foi fudida, 15 shows em 15 dias, os caras não tiveram nenhum day off, chegaram, tocaram e foram embora com vários shows legais! Todo mundo tava muito afim de ver o SPORT na época, e no fim deu muito certo. Foram duas semanas muito massa na estrada e acabou que ficou uma amizade no fim. Esse ano eles vão fazer uma tour de lançamento do disco novo deles pela Europa e chamaram a gente pra viajar junto de novo, só que dessa vez por lá, aí preparamos o lançamento desse disco pra casar com a tour de novo. Vamos ver se dessa vez vai! (risos)

13467300_10209862923078602_1286185587_o (1)

Como foi a produção do disco novo e quais os planos daqui pra frente?

O lance do processo do disco novo acho que foi bem parecido com o do outro disco, a gente tem um jeito muito tranquilo de produzir os sons, parece que todo mundo vai captando a mesma vibe. Dessa vez a gente tentou simplificar tudo ao máximo, até daí veio o nome do disco. Flat, a gente tentou achatar tudo e deixar da forma mais simples e direta que a gente podia, músicas simples, letras simples, tudo muito direto, até pelo pouco tempo que a gente tinha pra produzir tudo antes da viagem de agosto. Agora pro futuro não sei dizer, pessoalmente eu queria tocar mais, mas é foda, todo mundo anda trabalhando pra caralho. O joão tem uma produtora, O Piui abriu uma hamburgueria vegana ano passado, o Bino é concursado no banco, tem que rolar um planejamento massa pra gente viajar, mas eu queria ir pro nordeste ate o fim do ano ainda e aí depois tocar mais em lugares diferentes, cidades do interior, voltar pro rio grande do sul, tem muito lugar pra ir ainda. Tomara que tenha bastante feriado ano que vem.

Você também pode gostar

0 comentários