365 Girls in a Band #23

por - 10:16

Nina Simone

#NãoVaiTerArrego #VaiTerLuta #ForaTemer

Miriam Makeba

https://www.youtube.com/watch?v=DYwgmOxhUvk

Com uma história de vida impressiontante, Makeba é uma figura importante não apenas no universo artístico, mas na luta pelos direitos civis e pelo fim do apartheid na África. Sua estreia musical foi em 1950, junto da banda de jazz Manhattan Brothers. Ela saiu do grupo para gravar com o The Skylarks, um grupo totalmente feminino e que misturava música africana ao jazz. Em 1959 ela fez uma ponta no documentário anti-aparatheid Come Back, Africa. No ano seguinte, teve sua cidadania e passaporte africanos suspensos, em represália a sua luta pelos direitos civis. De apatriada, Miriam foi alçada a cidadã honorária de dez países e conseguiu passaportes internacionais por Gana, Guinea e Bélgica. Sua vida pessoal e seu ativismo perpassam toda a sua música.

Para saber mais: WikipediaAllMusic

 

Patti Smith

https://www.youtube.com/watch?v=pPR-HyGj2d0

A voz de uma geração, ou de muitas, Patty Smith também é um dos maiores ícones do punk. Escritora, compositora, cantora, ela é ainda uma voz política. Confesso que passei a dar mais atenção à Patti desde que comecei esse projeto e mesmo não sendo uma super fã da musicista, a considero uma figura essencial da cultura pop. Seus dois livros, Só Garotos e Linha M, valem cada segundo de leitura.

Para saber mais: WikipediaCanal VevoSite Oficial

Nara Leão

https://www.youtube.com/watch?v=sRpcc65lQZE

É golpe agora e já teve golpe em 1964 (que muita gente chama de revolução militar até hoje ¬¬). Em anos de repressão militar, desaparecidos políticos e atos institucionais, foi Nara Leão, a frente do espetáculo Opinião, e também com suas opiniões e posições inteligentes e bem colocadas, a mulher da música que representou a resistência à ditadura. Conhecida como musa da Bossa Nova, Nara sempre foi mais do que um rostinho bonito e sempre esteve além do estilo da zona sul carioca.

Para saber mais: WikipediaSite Oficial

Nina Simone

https://www.youtube.com/watch?v=L5jI9I03q8E

Cantora, compositora e ativista pelos direitos civis nos Estados Unidos, Nina Simone é um exemplo de mulher forte e combativa. Aos 12 anos, em seu primeiro concerto viu seus pais serem colocados no fundo da sala e dizia que esse momento foi crucial em seu envolvimento no movimento pelos direitos civis. Nina sacrificou grande parte de sua vida pessoal e carreira em nome dessa luta. É uma das artistas mais significativas da nossa música e uma das mulheres ícones da luta negra americana. O documentário What Happened, Miss Simone?, disponível no Netflix, é uma ótima peça sobre a história de Nina.

Para saber mais: WikipediaSite OficialYoutube

Pussy Riot

https://www.youtube.com/watch?v=NrLI-5xYybo

Banda, grupo de intervenções artísticas, ativistas políticas, as Pussy Riots são um grupo de artistas russas. Presas após uma ação na Catedral de Cristo Salvador, em Moscou, elas chamaram a atenção do mundo todo e grandes estrelas do pop encabeçaram o movimento Free Pussy Riot. As três garotas detidas foram condenadas por vandalismo motivado por ódio religioso e receberam penas de dois anos de prisão. Mesmo com a condenação, o grupo continuou atuando, tendo feito uma intervenção nas Olimpíadas de Inverno e no parque de verão do Banksy, Dismaland, na Inglaterra.

Para saber mais: WikipediaFacebookYoutube

Você também pode gostar

0 comentários