Badalamenti: os acordes por trás da obra de Lynch

por - 17:00


Angelo Badalamenti: este é um nome que possivelmente paira seu subconsciente sem que saiba exatamente porque. Mas eu te digo. Visualmente, por conta dos créditos em destaque em incríveis obras estadunidenses. Sonoramente, através de composições instrumentais marcantes. Este moço (ao lado do Lynch na imagem acima), que há muito vem contribuindo com sua música para projetos voltados à televisão e ao cinema, é um compositor nascido em Nova Iorque e vindo de família italiana.

Badalamenti ganhou fama internacional no ano de 1986 quando foi convidado pelo diretor David Lynch para fazer a trilha sonora do longa Veludo Azul. A faixa “Blue Velvet”, interpretada pela atriz Isabella Rossellini, o consagraria de uma vez por todas nas telas.

Mas foi desde 1973, quando assinou a trilha sonora de "A Guerra de Gordon", ainda com o pseudônimo de Andy Badale, que caiu nas graças do grande público e de diversos artistas do cinema e da música.

Entretanto, a maneira particular de trabalhar de Lynch combinou com o modo de compor de Badalamenti e a parceria de sucesso se repetiu por diversas vezes. Angelo Badalamenti fez a trilha sonora para a versão fílmica de Twin Peaks, "Twin Peaks: Fire Walk With Me", além de "Lost Highway e "Muholland Drive".

Em 1990, Badalamenti prestou seus serviços na criação da trilha sonora, em sua maioria instrumental, para a série de TV aberta de Lynch, Twin Peaks. A projeção alcançada pelo músico através desse trabalho dividiu águas em sua carreira, o que acabou lhe rendendo um prêmio Grammy de Melhor Pop instrumental pela música tema da personagem Laura Palmer.

Confira:


Badalamenti também deu sua contribuição direta à música pop participando de vários projetos de outros artistas como David Bowie, Pet Shop Boys, Antharx e Siouxsie. Ele colaborou com os Jogos Olímpicos de Barcelona de 1992 com a criação da música "Flaming Arrow" e compõe para filmes até hoje.

Todas os trabalhos (22) do compositor para cinema e televisão são: Life of Pi (2009), The Edge Of Love (2008), The Wicker Man (2006), Dark Water (2005), Fahrenheit (2005), Evilenko (2004), A Very Long Engagement (2004), Secretary,(2002), Cabin FeverCabin Fever (2002), Mulholland Drive (2001), The Beach (2000), The Straight Story (1999), Arlington Road (1999), The Girl on the Bridge (1999), Lost Highway (1997), La cité des enfants perdus (1995), Twin Peaks: Fire Walk with Me (1991), Wild at Heart (1990), Twin Peaks (1990), Cousins (1989), A Nightmare on Elm Street 3: Dream Warriors (1987),Blue Velvet (1986).

 Outras dobradinhas que deram certo
John Williams e Steven Spielberg (por: JeffRoffman)

Volta e meia o cinema promove uma espécie de casamento entre diretores e compositores. Alguns desses encontros são tão memoráveis que tornaram determinados compositores marcas registradas dos diretores. David Lynch e Angelo Badalamenti são apenas um exemplo de que a sétima arte está recheada de belas parcerias. Confira outras dobradinhas:

Steven Spielberg e John Williams (23 filmes)


Federico Felinni e Nino Rota (15 filmes)


Robert Zemeckis e Alan Silvestri (14 filmes)


Irmãos Coen e Carter Burwell (14 filmes)


David Cronenberg e Howard Shore (12 filmes)


Tim Burton e Danny Elfman (12 filmes)


Você também pode gostar

0 comentários