Suor, roda e punk nas fotos do Renan Cavalcante

por - 17:23



Em um domingo (5) de garoa fina, bem chata, por sinal, o Bad Religion subiu ao palco do Espaço das Américas depois dos shows do Teenage Bottlerocket, Samiam, Pegboy e Dead Fish. Sobre as apresentações, me bateu uma dúvida. Eu poderia falar como o Teenage Bottlerocket me surpreendeu com seu skate punk, o modo que o Samiam fez um monte de gente com mais de 25 anos parecer uma pá de jovem da época em que iam pra Galeria do Rock de mochilinha nas costas, ou do vocalista do Pegboy ser aquele tio que todo mundo curte, com energia pra caralho, abraçando até os seguranças nas inúmeras vezes que desceu pra cantar seus sons com o público e que no setlist teve até cover da maravilhosa "That's When I Reach for My Revolver", do Mission of Burma. Rolaria também dizer que o show do Dead Fish é um barato insano, que após 4 anos de tê-los visto em um Vaca Amarela, em Goiânia, os caras continuam bem políticos e o Rodrigo faz a galera que fuma ter inveja por seu vigor físico. E claro, sempre há a possibilidade de comentar que o Gregg Graffin provavelmente faz a piada do pavê no churrasco, mas que a apresentação da sua banda do meio pro fim é algo que faz um monte de cara tirar a camiseta e fazer uma puta roda no meio do público. Poderia falar tudo isso? Claro, mas eu preferi resumir o Rock Station de outro modo, bem mais curto e pessoal.

Após ouvir artistas que passaram na minha mão durante a adolescência saí do Espaço das Américas correndo atrás de um ônibus dentro do Terminal Barra Funda. Fiquei pensando que a uns bons anos atrás teria feito exatamente a mesma coisa: bebido umas cervejas do lado de fora, passado no supermercado antes e enfrentado o sistema de transporte público escroto do Johnny Dollar. A diferença? Dessa vez quando cheguei em casa e me olhei no espelho, vi uns cabelos brancos. Jurei que ia ligar um Tony Hawk's Pro Skater 2, só pra cantar "You" do Bad Religion enquanto dava um combo de manobras, mas o cansaço e a idade venceram. Fui para a cama pensando na minha camiseta desbotada do Black Flag, que guardo até hoje, desde aquela época. Talvez eu a use algum dia desses.

Enquanto eu não decido sobre a camiseta, dê uma olhada nas fotos que o Renan Cavalcante fez do Rockstation.
















Você também pode gostar

0 comentários